Inicio Economia Santo Antão: Governo reafirma investimentos em “sectores estruturantes” para reverter actual quadro...

Santo Antão: Governo reafirma investimentos em “sectores estruturantes” para reverter actual quadro de desenvolvimento da ilha

Porto Novo, 10 Set (Inforpress) – “Uma ilha sem oportunidades económicas, com um sector empresarial ainda débil, que têm levado ao êxodo da população” é o quadro a partir do qual o Governo pretende abordar, com os municípios, o futuro de Santo Antão.

Quem o garante é o vice-primeiro ministro, Olavo Correia que, através das redes sociais, informa que, para reverter a actual situação por que a passa a ilha, o Governo está a investir, em parceria com o poder local, em áreas estratégicas, como os transportes, água e saneamento, educação e turismo.

O governante destaca o projecto do aeroporto, que está em fase de estudo, a segunda fase do porto do Porto Novo, cujo concurso para a realização do estudo já foi lançado, o projecto da água e saneamento, para o qual foram já mobilizados 12 milhões de dólares norte-americanos (900 mil contos), com arranque previsto para Dezembro.

Estamos a trabalhar na rede de estradas, as acessibilidades vão continuar, temos um vasto programa de requalificação urbana, das orlas marítimas, estamos a trabalhar para melhorar as condições para o acesso à educação, trazendo o ensino superior a Santo Antão”, avança o vice-primeiro ministro, que, na sua recente visita à ilha, havia reafirmado o propósito do Governo na realização desses “projectos essenciais” para esta região.

Conforme Olavo Correia, o Governo está, igualmente, “a trabalhar no quadro de acesso a financiamento a empresários da ilha com projectos empreendedores”.

Santo Antão poderá ter, em 2030, menos habitantes que tinha em 1940, a manter a actual tendência de perda da população, facto que, segundo os autarcas santantonenses, pode “comprometer o próprio futuro” da ilha.

Dados constantes do Plano Estratégico de Desenvolvimento Sustentável (PEDS) de Cabo Verde (2017-2021) mostram que em 1940, Santo Antão tinha 35 mil habitantes, podendo, dentro de 12 anos, dispor apenas de 33 mil pessoas, caso se mantenha este ritmo de despovoamento.

Entre 2012 e 2016, Santo Antão perdeu 2.630 habitantes, passando a população de 42.552 para 39.992 habitantes.

A ilha já tinha perdido, entre 2000 e 2010, quase quatro mil pessoas, mas dados mais recentes, publicados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE), mostram que os santantonenses intensificaram a sua saída da ilha rumo, sobretudo, à Boa Vista e Sal ou mesmo ao estrangeiro.

JM/ZS

Inforpress/fim