Santo Antão: 39 estudantes do Planalto Leste com transporte escolar assegurado no quadro da cooperação portuguesa

 

Porto Novo, 22 Nov (Inforpress) – A cooperação portuguesa, através do ministério do Trabalho de Portugal, está a apoiar no transporte de 39 estudantes do Planalto Leste de Santo Antão para poderem continuar a frequentar o ensino secundário na cidade do Porto Novo.

A cooperação portuguesa, no quadro da parceria com o Atelier Mar, uma organização não-governamental, sediada em São Vicente, com intervenções em Santo Antão, está a comparticipar no transporte desses alunos ao longo deste ano lectivo, assegurando a comparticipação que era exigida aos pais.

Com isso, os pais e encarregados de educação ficam, a partir de agora, isentos de pagar os 600 escudos mensais por cada aluno pelo transporte escolar, montante que passa a ser assegurado através da cooperação portuguesa.

“A partir de agora, os pais não têm que se preocupar com o transporte escolar dos seus filhos, graças a esse apoio da cooperação portuguesa conseguido através do Atelier Mar”, explicou a presidente da Associação das Mulheres do Planalto Leste (Amupal), Josefa Sousa.

Amupal, que está a trabalhar com Atelier Mar na implementação de alguns projectos no Planalto Leste, virados para as mulheres, enaltece a importância da iniciativa, que surge numa altura em que muitos pais dessa localidade, bastante afectada pelo mau ano agrícola, estavam com sérias dificuldades para manter os seus filhos no ensino secundário.

Um total de 45 estudantes do Planalto Leste de Santo Antão desloca-se, diariamente, à cidade do Porto Novo para frequentar a escola secundaria e técnica local.

O custo com o transporte dos restantes seis alunos é assegurado pela edilidade porto-novense, que diz investir, mensalmente, em todo o concelho, cerca de mil contos no transporte de estudantes para os liceus em Ribeira das Patas e cidade do Porto Novo.

JM/CP

Inforpress/Fim