Santiago Norte: Loja Social e Casa da Sopa de Santa Catarina vão abrir as portas em Junho – edilidade

Assomada, 21 Mai (Inforpress) – A Câmara Municipal de Santa Catarina prevê inaugurar em Junho próximo uma Loja Social e uma Casa da Sopa para ajudar famílias em dificuldades deste município do interior de Santiago.

A informação foi dada hoje à Inforpress, pela vereadora do Desenvolvimento Social, Isabel Monteiro, indicando que os dois projectos, inicialmente previstos para iniciarem este mês, foram adiados para Junho, por dificuldades em encontrar um espaço para alugar no centro da cidade de Assomada.

Conforme justificou, a situação já está ultrapassada, estando de momento a serem arrumados os produtos nas prateleiras, e que já têm um contentor com donativos enviado por uma associação de emigrantes nos Estados Unidos, denominado “Mistério da Vida”.

O objectivo da loja social, que conta com um “orçamento pequeno” de 500 mil escudos, tendo em conta que contará com apoios de parceiros, é dar respostas, de forma célere, às famílias mais vulneráveis, segundo a autarca.

Segundo Isabel Monteiro, os artigos, nomeadamente vestuários, brinquedos, calçados e produtos alimentares não perecíveis, serão cedidos, gratuitamente, aos clientes carenciados da loja de todas as localidades do concelho, mormente idosos, pessoas deficientes e crianças.

Em relação à Casa da Sopa explicou que a mesma vai servir uma refeição por dia aos doentes mentais que deambulam pela cidade e pessoas em dificuldades.

Relativamente à Loja Social, a responsável pelo pelouro do Desenvolvimento Social fez saber, ainda, que os beneficiários serão seleccionados, com base no levantamento sócio-económico, isto é, os que têm um rendimento baixo, que não têm salários mínimos, com alguma deficiência e crianças órfãos.

Ambas as instituições vão funcionar com base em artigos e produtos alimentícios doados por particulares e parceiros, acrescentou a mesma fonte.

Por outro lado, Isabel Monteiro avançou que, também em Junho, a edilidade, através deste pelouro, vai inaugurar o Centro Integrado que tem como objectivo auxiliar as pessoas em várias áreas.

Neste mesmo espaço vão estar instituições como o Instituto Cabo-verdiano para a Igualdade e Equidade de Género (ICIEG), a Associação Cabo-verdiana para a Protecção da Família (Verdefam), Gabinete Jurídico, entre outros parceiros.

FM/CP

Inforpress/Fim