Santiago Norte: Feira de Artesanato e Agro-negócio de Santa Catarina com 38 expositores

Assomada, 21 Nov (Inforpress)- Trinta e oito expositores oriundos de vários concelhos da ilha de Santiago participam de hoje a sábado na Feira de Artesanato e Agro-negócio de Santa Catarina, uma iniciativa da edilidade e em parceria com atelier Beto Diogo.

O certame, que se enquadra nas festividades do Dia do Município e santa padroeira que comemora os 184 anos no próximo domingo, 25, tem como palco o Espaço do Artesão, situado na Zona Pedonal de Assomada e foi inaugurado hoje.

Segundo o co-organizador, Beto Diogo, é uma feira de mostra e venda de artesanato, com produtos diversos, desde olaria, cestaria, bordados, passando por artes em cabedal e produtos agro-alimentares.

Ao todo, são 38 expositores divididos em dois sectores, sendo 30 para artesanato e oito para agro-negócio, oriundos de Santa Catarina, Ribeira Grande de Santiago (Cidade Velha), Santa Cruz, São Domingos, São Lourenço dos Órgãos e São Salvador do Mundo.

Além da exposição e venda, a Feira de Artesanato e Agro-negócio terá muita animação, três palestras, projecções de documentários sobre o artesanato cabo-verdiano e sobre o artesanato tradicional e ainda “Papiart”, uma conversa com os clientes sobre esta arte feita à mão.

“Importância dos benefícios de formalização de negócio”, que terá com orador o chefe da Repartição de Finanças de Santa Catarina, Hélio Moreira, no dia 22, “Importância do seguro nos artesãos”, pelo gerente da Companhia de Seguros Garantia, Felisberto Veiga e

“Conceito da arte ou artesanato”, a ser ministrado pelo director-geral das Artes e das Indústrias Criativas, Adilson Gomes, no dia 23, são os temas a serem abordados.

Nesse sentido, o artesão que tem também um stand na feira aproveitou para convidar os santa-catarinenses a visitarem os stands para que possam conhecer um pouco mais sobre o artesanato nacional.

Já para último dia 24, a feira culmina com entrega de prémio ao stand mais bem decorado e entrega de certificados de participação.

Na ocasião, Beto Diogo, que se mostrou satisfeito com a entrega oficial do “Espaço do Artesão” pela edilidade , formou que os artesãos santa-catarinenses passam, a partir de hoje, a contar com um espaço para exposições e venda permanente de produtos diversos do artesanato, que diz ser a primeira de Cabo Verde.

A abertura da Feira de Artesanato e Agro-negócio contou com a presença do presidente da Câmara Municipal de Santa Catarina, José Alves Fernandes, que reiterou o compromisso da autarquia de estar ao lado dos artesãos e da cultura para o desenvolvimento desse município do interior de Santiago.

O edil aproveitou a presença dos expositores, sobretudo, os artesãos que ganharam um espaço de “exposição permanente”, que diz ser de “qualidade e que dignifica a arte”, prometendo, para próximo ano, uma feira com uma “dimensão muito maior daquela que foi realizada hoje e do que se realizou em Assomada”, referindo-se a Zona Pedonal.

Também hoje, no âmbito das festividades de Nha Santa Catarina, o Centro Cultural Norberto Tavares acolhe até o próximo sábado, a Feira do Livro, uma iniciativa que tem como objectivo estimular o gosto pelos livros e pela leitura, promovida pela edilidade, em parceria com a Biblioteca Nacional de Cabo Verde.

FM/JMV

Inforpress/Fim