Santiago Norte: Dia da Mulher Cabo-verdiana assinalado com homenagem às mulheres activistas rurais e urbanas

Assomada, 27 Mar (Inforpress) – O Instituto Cabo-verdiano para a Igualdade e Equidade de Género (ICIEG) e a Universidade de Santiago (US) assinalam hoje o Dia da Mulher Cabo-verdiana em Santa Catarina (Santiago Norte), com homenagem às mulheres activistas rurais e urbanas.

Cândida, (Assomada, na educação), Nha Balila (Praia, na cultura), Beba (“Mulher do Povo”), Hermínia Curado (educação e política), Antónia (licenciada pela US) e mulheres das instituições como US, Liceu Amílcar Cabral, Polícia Nacional e do Hospital Regional Santiago Norte vão ser homenageadas, numa cerimónia aprazada para as 17:00, a ter lugar no auditório da US, em Assomada.

“A celebração, durante todo o mês de Março, com actividades que enaltecem a luta das mulheres , tem sido uma estratégia adoptada tanto pelo Estado como pelas organizações da sociedade civil”, escreve a ICIEG, em uma nota enviada à Inforpress.

O ICIEG lembra que para este ano, a ONU adoptou o lema “A hora é agora: activistas rurais e urbanas transformam a vida das mulheres” e que faz todo sentido comemorar a data de 27 de Março conjuntamente com as/os activistas da causa da igualdade e mais próximo possível das mulheres que foram e estão a ser afectadas pela seca.

Refere o documento que fazendo jus ao lema do ano, a ICIEG, US e ONG organizaram um fórum que acontece no mesmo espaço, a partir das 08:30, intitulado “A hora é agora: Juntos, Transformando a Vida das Mulheres”

Para além do fórum e da cerimónia de homenagem às mulheres activistas rurais e urbanas, este ano , para assinalar o dia, o ICIEG associou-se à ONG norte-americana de cariz social, Esperança Já Hope Now, no sentido de juntos levarem avante uma campanha, com o objectivo de alertar as/os adolescentes sobre as questões de saúde e a autonomia do corpo (gravidez na adolescência, prevenção do câncer de mama e entre outros.

Na ocasião, conforme refere a nota, a ONG norte-americana fará a doação de kits (composto por uma mochila que inclui um sutiã modelador e outros elementos promotoras da informação educacional sobre saúde e auto-estima) às mulheres e adolescentes de algumas escolas secundárias e de comunidade vulneráveis do país.

Ainda em Santiago Norte, para assinalar o Dia da Mulher Cabo-verdianas, a Câmara Municipal de São Migue lança o “Projecto de Inclusão Socioeconómica e Desenvolvimento da Ribeira de São Miguel” que visa reduzir a pobreza e o empoderar as mulheres daquele município.

Conforme explica a edilidade em nota de imprensa, este projecto está ligado à produção de produtos agrícolas e hortícolas que visa aumentar o rendimento das famílias, criando oportunidades de emprego e empregabilidade no meio rural e melhorar a qualidade de vida da população.

O evento vai ser presidido pela ministra Maritza Rosabal e contará com as representações da ICIEG, Embaixadas da União Europeia e da Espanha, HM.CLAUSE S.A, Hotel De Cameron, Caixa Económica, Indústria Carvalho, Instituto de Gestão da Qualidade, todos parceiros envolvidos do referido projecto.

Já no concelho de Santa Catarina, o dia vai ser comemorado com uma passagem de modelo com trajes dos estilistas Zany Moreno e do Rody Vieira, a partir das 16:30, na Praça Central de Assomada.

Prevista está ainda a realização de uma festa popular que vai levar ao palco batucadeiras Fidjus di Nha Santana, Raiz Fincado e Tchavi Novo, Banda de Santa Catarina, BSB, China, Escola de Música Norberto Tavares, João de Sousa, Marlice, Patrícia Cardoso, Vânia Martins e Zé di Tcharco.

FM/JMV

Inforpress/Fim