Santana: Moradores satisfeitos com obras de requalificação urbana, mas pedem mais intervenções locais

Cidade da Praia, 23 Jul (Inforpress) – Os moradores da localidade de Santana mostraram-se satisfeitos com a inauguração das obras de requalificação urbana que liga Ponta Achada e Achadinha, mas pedem mais intervenções sociais que melhorem a qualidade de vida da população local.

Em declarações à Inforpress, no âmbito da cerimonia de inauguração da estrada que liga Ponta Achada e Achadinha, e obras de requalificação de uma praça, na localidade de Santana, a moradora Sandra Tavares disse que, apesar dessa obra elevar a autoestima da população, a localidade de Santana carece ainda de uma atenção especial por parte dos governantes.

“Esta obra é importante porque vai resolver em parte os nossos problemas relacionados com acessibilidade, mas precisamos de muitas acções porque o centro de saúde não funciona bem, não temos emprego e a estrada que liga Santana à Cidade da Praia precisa ser requalificada”, afirmou.

Por seu turno, Danisa Pereira, outra moradora local afirmou que a requalificação das obras é um grande presente que irá melhorar a qualidade de vida da população local, apelando, entretanto, à implementação de políticas sociais eficientes que possibilitem a reabilitação das habitações que, conforme disse, estão em péssimas condições de habitabilidade.

“Estamos felizes com estas intervenções urbanísticas, mas há muitas famílias que precisam reabilitar as suas casas, necessitamos de uma escola na localidade e espero que essas obras sejam o início de uma nova era para Santana”, disse.

Ao usar da palavra na cerimónia, o primeiro-ministro Ulisses Correia e Silva afirmou que a primeira fase das obras de requalificação urbana, que custaram cerca de 10 mil contos é o primeiro passo para melhorar o nível de vida das pessoas e elevar a autoestima da população local.

“Esta obra é importante porque é mais um desencravamento, temos mais facilidade de circulação de pessoas da localidade da Santana e essas intervenções surgem da parceria entre o Governo e a Câmara Municipal de Ribeira Grande de Santiago”, disse afirmando que esta é a primeira fase de um projecto maior que irá ligar Cidade Velha e Santana.

No entender do primeiro-ministro, esses investimentos também têm contribuído para mobilizar pequenos empreiteiros locais, o que por sua vez, tem criado mais postos de trabalho na localidade.

Na mesma linha de ideias, o presidente da Câmara Municipal de Ribeira Grande de Santiago, Manuel de Pina disse que as obras terão um impacto extremamente positivo na vida da população local, que há muito almejava por melhoria de acesso da localidade de Santana.

“Estas inaugurações representam uma ampla melhoria das condições de vida e de lazer das populações, que contribuam para o desenvolvimento socioeconômico da região (…), vamos dar continuidade ao nosso trabalho que é o de proporcionar melhores condições de vida aos moradores”, realçou o autarca.

As obras de requalificação urbana de Santana foram financiadas pelo Governo e pela Câmara Municipal de Ribeira Grande de Santiago, no âmbito do Programa de Requalificação, Reabilitação e Acessibilidades, (PRRA).

CM/FP

Inforpress/Fim