Santa Cruz: Associação de Escuteiros de Cabo Verde (AECV) promove a 1ª Jamboree Nacional

Pedra Badejo, 01 de Ago (Inforpress) – A Associação de Escuteiros de Cabo Verde (AECV) deu início  hoje, em Santa Cruz, à 1ª Jamboree Nacional junto  com os Escuteiros da Guiné Bissau,  para trocas de experiências e exposições dentro do movimento escuteiro.

Este evento conta com participação dos Escuteiros do Tarrafal, São Domingos e Santa Catarina e 16 da Guiné Bissau, e foi presidido pelo vereador da Cultura e do Desporto do Município de Santa Cruz.

Segundo o presidente da Associação de Escuteiros de Cabo Verde, Jailson Monteiro, Jamboree é um grande acampamento de formação e treinamento, trocas de experiências e exposições dentro do movimento escuteiro.

“Na Guiné Bissau no ano passado, onde estávamos na formação, foi dado um treino para Cabo Verde, Guiné Bissau e São Tomé e Príncipe, daí surgiu a ideia de realizar a 1ª Jamboree para congregar relações escutistas de Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa (PALOP), como Cabo Verde, São Tomé e Príncipe, Guiné Bissau e Angola”, realçou.

De acordo com Jailson Monteiro, este acampamento tem como objectivo fortificar e intensificar os laços de fraternidade que existem entre os escuteiros, sobretudo passar mensagem de paz no arquipélago.

Ainda de acordo com o responsável, este acampamento vai assegurar uma troca de experiências entre os escuteiros de Cabo Verde e da Guiné Bissau e, também, espera-se ter impacto nas vidas das crianças que aderem ao escutismo. Acrescentou ainda que, “infelizmente, Angola e São Tomé e Príncipe não conseguiram participar nesta 1ª Jamboree por razões económicas”.

Por seu turno, o chefe nacional, adjunto de Escuteiros da Guiné Bissau, Ezaquiel Silva, considerou que este encontro vai juntar o espírito da fraternidade com os irmãos Escuteiros de Cabo Verde, porque são irmãos e amigos de todos os escuteiros, realçou, acrescentando que a organização desta 1ª Jamboree vai servir de um espaço de confraternização em que os escuteiros da Guiné Bissau e Cabo Verde vão fortificar as relações e testemunhar a fraternidade entre estes dois países.

Este acampamento que iniciou hoje vai até segunda, dia 6, e conta com várias actividades, ateliês, formação, caminhada, diálogo de paz e inter-religiosos. E, também, com a participação de artistas locais para troca de experiência.

CL/ZS

Inforpress/Fim