Santa Catarina: Grupo Raiz Fincado é o melhor grupo das sessões classificativas do concurso de batuco

Assomada, 30 Jul (Inforpress) – O grupo de batucadeiras Raiz Fincado, de Nhagar, concelho de Santa Catarina, venceu este domingo, com 190 pontos, a terceira sessão da primeira edição do “Batuku em Festa – Concurso o Melhor Grupo do Ano” de Santa Catarina.

Com esta pontuação, Raiz Fincado torna-se no melhor grupo desta sessão classificativa e vai às meias-finais como um dos favoritos à grande final, seguido de Txabi Nobu, de Fonte Lima, Santa Catarina (188 pontos).

Entre Verde, de Pau Verde, Santa Catarina (2º lugar, com 166 pontos) e Fortaleza, de Ribeira Grande de Santiago (3º lugar, com 145) foram outros dois grupos apurados nesta terceira e última sessão, realizada no polivalente de Assomada.

Esta sessão ficou marcada pela desistência da Nova Esperança (Calheta, São Miguel) e Flor de Esperança (Entre Picos de Reda, Santa Catarina), sendo que Nha Ana d’Veiga (Ribeirão Manuel, Santa Catarina) ficou pelo caminho.

Também estão nas meias-finais aprazadas para 05 e 12 de Agosto, Mudjeres de Boa Esperança, da Ribeira das Pratas, concelho do Tarrafal (119 pontos, 1º lugar segunda sessão), Fidjus de Nha Santana (Achada Lém, Santa Catarina), Alma sem Maldade (Achada Lém, Santa Catarina), Fidjus de Nha Santa Catarina, de Achada Falcão e Símbolo de Agricultura, de Boa Entrada.

As sessões classificativas ficaram marcadas pelas desistências dos grupos Flor de Cultura (Mato Limão, São Salvador do Mundo), Raiz de Mano Mendes, de São Domingos, Flor da Juventude, de São Lourenço e a entrada do grupo Símbolo de Agricultura, da Boa Entrada, que se juntou ao Boa Vontade (Salineiro, Ribeira Grande), que também ficou pelo caminho.

Participam nesta primeira edição do certame, promovido pela autarquia santa-catarinense, 15 grupos de batuco de Santa Catarina, São Salvador do Mundo, Ribeira Grande, São Domingos, São Lourenço dos Órgãos, Tarrafal e São Miguel.

A final está aprazada para 19 de Agosto e os três primeiros classificados e a melhor letra recebem um prémio monetário, cujo montante não foi revelado pela organização.

FM/JMV

Inforpress/Fim