sarıyer haberleri">

Santa Catarina: Ex-trabalhadores do SAAS sem salários há dois meses ameaçam levar edilidade a outras instâncias

 

Assomada, 13 Set (Inforpress) – Os trabalhadores do ex-Serviço Autónomo de Água e Saneamento (SAAS), na situação de pré-reforma no concelho de Santa Catarina, reclamam o pagamento de dois meses de salários em atraso por parte da edilidade e ameaçam leva-la a outras instâncias.

A denúncia foi feita hoje à imprensa por Arnaldo Cardoso, dirigente do STAPS (Sindicato dos Trabalhadores da Administração Pública de Santiago), acompanhado dos trabalhadores que se concentraram à frente dos Paços do Concelho de Santa Catarina, interior de Santiago.

No dizer deste sindicalista, apesar de muitas insistências a situação não foi resolvida até agora, mesmo depois de o edil ter prometido o pagamento desde o dia 01 do corrente.

Arnaldo Cardoso fez saber que é da responsabilidade da autarquia o pagamento dos salários desses trabalhadores até a conclusão do processo para a reforma, acrescentando que caso a situação não seja resolvida, vão levar a mesma a outras instituições de trabalho, para fazer valer os direitos e o cumprimento da lei.

Além do não pagamento do salário, denunciou o incumprimento por parte da edilidade com o Instituto Nacional de Previdência Social (INPS) desde Junho de 2016, uma situação que tem deixado estes trabalhadores sem cobertura médica e medicamentosa, principalmente aos que têm problemas de saúde e que necessitam constantemente de medicamentos.

O sindicalista informou ainda que a edilidade tem uma dívida com o STAPS de mais de um ano relativamente à quota dos trabalhadores que fazem descontos, pedindo que a mesma seja regularizada.

O STAPS quer resolução das reivindicações de todos os trabalhadores de forma colectiva e não individual, como alguns elementos da câmara têm feito, isto porque, há direitos iguais, reivindicou a mesma fonte.

Por seu lado, Pedro Martins um dos trabalhadores lesados, lamentou a situação, tendo em conta que todos são pais e responsáveis pelo sustento familiar, pagamento de renda e outros compromissos que dependem deste salário.

Este trabalhador e os demais prometem lutar até que a situação seja resolvida, por ser uma situação recorrente.

Com o arranque do ano lectivo, disseram que, devido a esta situação, ainda não compraram materiais escolares para os filhos que vão às aulas na próxima segunda-feira,18. Já os trabalhadores com problemas de saúde, pedem resolução imediata, porque sem os medicamentos sofrem consequências.

Em reacção, o presidente da Câmara Municipal de Santa Catarina, Alberto Alves, reafirmou que a situação da maioria dos trabalhadores do ex-SAAS já foi resolvida, sendo que a maioria foi absorvida pela empresa Águas de Santiago (AdS) e outros tiveram direito à indemnização cujo processo está concluído.

Relativamente ao grupo de trabalhadores que vão para a reforma, reconheceu o salário em atraso dos meses de Julho e Agosto, uma situação que, promete, vai ser resolvida esta sexta-feira com o pagamento do salário do mês de Julho e até final deste mês será pago o referente a Agosto. Já o salário de Setembro será pago em Outubro.

O processo de reforma, informou, já está na Administração Pública e está a seguir os trâmites, acreditando que a “breve trecho” todo o problema vai estar resolvido.

O autarca justificou o atraso devido a outros compromissos da edilidade, indicando que relativamente à acusação do sindicato de não pagamento do INPS e quota sindical, a parte financeira tem dado sempre atenção à questão e que se houver atraso vai ser resolvido.

FM/ZS

Inforpress/fim

%d bloggers like this:
Modüler Bölme Duvar Açık ofis bölme sistemleri Ofis Bölme Sistemleri Jaluzili cam bölme Cam bölme duvar Jaluzili bölme duvar Çocuk odası Diş polikliniği dekorasyonu Ofis dekorasyonu Hastane dekorasyon Ev dekorasyonu Sivas prefabrik Mutfak dekorasyonu Ofis dekorasyonu İç mimari dekorasyon