Sal: PJ detém dois indivíduos suspeitos de um crime de roubo seguido de homicídio

Cidade da Praia, 16 Mai (Inforpress) – A Polícia Judiciária deteve,  na madrugada deste quarta-feira, fora de flagrante delito, dois indivíduos do sexo masculino, pela presumível co-autoria de um crime de roubo, seguido de homicídio, ocorrido este domingo,13, na localidade de Ribeira Funda, na Ilha do Sal.

Segundo nota da PJ, os dois indivíduos, com idade compreendida entre os 16 e os 19 anos, serão apresentados esta quarta-feira para o primeiro interrogatório judicial e aplicação das medidas de coação pessoal.

Segundo a Rádio de Cabo Verde (RCV), Marcolino João Vieira, mais conhecido por Cula, foi vítima de dois assaltantes que o pretendiam roubar.

Tocador de violino, a vítima mortal vinha de uma festa na madrugada de sexta para sábado, tendo sido, perto da Pracinha de Quebrou, na cidade dos Espargos, alvo de um assalto.

Segundo testemunhas oculares citadas pela imprensa, Cula, ao que tudo aponta, terá resistido e deu luta aos dois assaltantes que o atingiram, barbaramente, com uma pedra na cabeça.

Como consequência, sofreu um traumatismo craniano e ficou em coma durante várias horas. Mas os médicos que o assistiam, aguardavam que Cula reagisse para ser evacuado do hospital regional do Sal para Praia ou São Vicente.

“Infelizmente, a vítima não resistiu aos ferimentos e veio a falecer por volta das 22h30 de domingo, no hospital Ramiro Figueira”, refere a RCV.

É de salientar que Marcolino João Vieira – Cula – era bem conhecido no meio salense e muito acarinhado pela população local. Ele era um exímio tocador de violino nas festas populares e todos os anos habituou, conforme referem as fontes deste jornal, os salenses por altura do fim de ano com as suas músicas de boas festas.

OM/JMV

Inforpress/Fim