Sal: Jogos Africanos de Praia vão contar com cobertura oficial do Olympic Channel

Espargos, 17 Abr. (Inforpress) – Os Jogos Africanos de Praia, a realizar-se de 14 a 23 de Junho, no Sal, agregando 54 nações africanas, Brasil, Médio Oriente, Europa e EUA, e um total de mil atletas, vão contar com cobertura oficial do Olympic Channel.

O Olympic Channel é uma plataforma online desenvolvida pelo Comité Olímpico Internacional que pode ser visualizada em directo, através de download ou streaming, vídeo on-demand, ou através de outra plataforma de tecnologia móvel.

Pode ser também visualizado nas suas plataformas autorizadas ou tornadas autorizadas por outras partes em devido acordo.

O departamento comercial e de distribuição do Olympic Channel situa-se na sede do Comité Olímpico Internacional, em Lausanne, na Suíça, e as unidades técnicas e de produção operam na cidade espanhola de Madrid.

Conforme nota a que a Inforpress teve acesso, durante a realização do evento, uma equipa do Olympic Channel deslocar-se-á ao Sal e além de fazer a cobertura global do evento, terá também espaço de entrevistas com os atletas e histórias relacionadas, além da captura de outras imagens.

Segundo a mesma nota, o acordo entre as duas partes foi assinado por Yann Craven e Filomena Fortes, respectivamente, diretor-geral dos jogos e presidente do Comité Organizador dos Jogos Africanos de Praia (COJAP), e por Mark Parman e Kostas Karvelas, representantes do Olympic Channel Services.

Este memorando de entendimento vai permitir que o Olympic Channel tenha acesso ao sinal de transmissão ao vivo do Sal 2019 e faça o uso e distribuição dos conteúdos, sem custos, a nível mundial, através do website https://www.olympicchannel.com

Sob a égide da Associação de Comité Olímpicos Nacionais Africanos (ACNOA), tendo Cabo Verde ganho a candidatura para a organização dos mesmos, os Jogos Africanos de Praia Sal 2019, contemplam  11 modalidades ligadas ao mar, nomeadamente atletismo, basquetebol 3×3, andebol de praia, ténis de praia, futebol de praia, remo no mar, futebol freestyle, karaté kata, kitesurf, e natação em águas abertas.

Estima-se que, por essa altura, estarão no país cerca de duas mil pessoas ligadas aos jogos, entre atletas, dirigentes, desportivos e respectivas comitivas, bem como jornalistas de vários países do mundo.

SC/ZS

Inforpress/Fim