Ribeira Grande: “Transitamos com saldo positivo e sem descobertos no banco por isso 2017 foi um ano marcante” – Orlando Delgado

 

Ribeira Grande, 04 Jan (Inforpress) – O presidente da Câmara Municipal da Ribeira Grande, Orlando Delgado, disse hoje à Inforpress que 2017 foi um “ano marcante” por ter sido a “primeira vez que transitou de ano com saldo positivo” e “sem descoberto no banco”.

“Isso acontece pela primeira vez durante a minha carreira de autarca” reforçou o autarca, ressaltando “a nova postura” de relacionamento entre o Governo e as câmaras municipais que permite às autarquias saberem, “com previsibilidade”, quais são os recursos de que dispõem a nível dos diversos sectores.

“Isso permite às câmaras municipais definirem os seus programas e planos de acção, o que nos facilitou de forma clara”, disse o edil ribeira-grandense, explicando que a câmara que dirige procurou cumprir tudo o que constava do seu Plano de Actividades, razão porque considera que o balanço “é positivo”.

Orlando Delgado reconheceu, por outro lado, que 2017 foi um ano “extremamente difícil” devido à seca que assola o país e que obrigou a câmara a apresentar um plano de emergência para fazer face à situação criada pela ausência de chuvas.

“Já em 2016 tínhamos apresentado um plano para enfrentar os estragos provocados pelo excesso de chuvas e este ano de 2017 tivemos de apresentar um plano por causa da falta de chuvas”, disse Orlando Delgado, notando que essas situações criaram dificuldades a muitas famílias, sobretudo porque Ribeira Grande é um concelho rural, com mais de 75 por cento (%) da população a residir no interior do concelho.

“E quando não há chuvas o impacto é negativo na vida das pessoas”, reforçou.

Instado a apontar três realizações mais emblemáticas de 2017, Orlando Delgado começou por destacar a construção da estrada de João Afonso, via Curralinho, que, em seu entender, “foi a realização de um sonho antigo” das populações e das autoridades locais, tendo em conta que reduz a distância entre a ribeira de Chã de Pedras e João Afonso, de anteriores seis quilómetros para actuais 600 metros.

Melhorias no sector da habitação social, com um programa de reabilitação de habitações em estado de degradação em todo o concelho e a electrificação das localidades encravadas de Figueiras e Ribeira Alta, com recurso à energia solar, para o fornecimento de energia 24 horas por dia, fecham o top três das realizações da Câmara Municipal da Ribeira Grande em 2017, no entender de Orlando Delgado.

A construção do pavilhão coberto na cidade da Ribeira Grande, a construção estrada via Poçon são dois projectos que o edil da Ribeira Grande perspectiva para 2018, aos quais junta a vontade de trabalhar para a consolidação do processo de desenvolvimento no concelho da Ribeira Grande com a geração de mais emprego e a redução da pobreza como forma de evitar a perda de população.

HF/AA

Inforpress/Fim