Responsáveis de bancos de sangue debatem medidas para reforçar a segurança da transfusão

Cidade da Praia, 12 Abr (Inforpress) – Os responsáveis de seis bancos de sangue existentes no país encontram-se reunidos, na Cidade da Praia, para debater medidas de reforço para a segurança da transfusão tendo em conta as epidemias que assolaram o arquipélago nos últimos anos.

Em declarações à imprensa, a coordenadora do Programa Nacional de Transfusão e especialista em hematologia, Conceição Pinto, explicou que se tratae de um encontro que visa discutir e validar os documentos a serem implementados no sector.

“Além desta missão, vamos também fazer um balanço de outras situações que podem pôr em risco a segurança da transfusão, aperfeiçoar e alinhar os processos de segurança do doador e do receptor de homocomponentes em todo o ciclo do sangue”, disse.

O documento a ser validado e implementado, segundo aquela responsável, propõe um conjunto de procedimentos de vigilância que abrange todo o ciclo do sangue, com o objectivos de obter e disponibilizar informações sobre diferentes etapas de doação e transfusão de sangue.

Com isto, indicou, pretende-se melhorar a qualidade dos processos e produtos e aumentar a segurança do doador e do receptor.

O encontro de hoje, informa a hematologista, pretende reunir informações suficientes, para caso houver algum problema com a transfusão de sangue, o pessoal do referido serviço possa fazer a retrovigelenacia e chegar a quem foi o doador do componente sanguíneo utilizado.

A reunião da Praia, onde participam Hematologistas e responsáveis do Banco de Sangue do país, é fruto e uma parceria entre a Direcção Nacional de Saúde e a Organização Mundial da Saúde, no âmbito do projecto BAD.

PC/JMV

Inforpress/fim