Projecto de transformar CERMI num centro de excelência para a sub-região já está em curso (c/áudio)

Cidade da Praia, 07 Set (Inforpress) – O projecto para a transformação do Centro de Energias Renováveis e Manutenção Industrial (CERMI) num centro de excelência, financiado em cerca de dois milhões de Euros pela União Europeia já está em curso.

Em entrevista à Inforpress, o coordenador da Unidade de Formação e de projectos do CERMI, Edson Mendes, avançou que este financiamento se destina a um projecto de ancoragem do centro para apoia-lo na sua internacionalização, mais concretamente na regionalização.

Neste momento, ajuntou, o CERMI já estabeleceu parcerias com várias instituições da região da Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO) tendo em conta que sozinho o centro não consegue avançar com este processo.

“Estamos na fase de preparação do processo de formação de formadores a nível da CEDEAO e esses formadores depois ou pelo menos os melhores, a ideia é que depois trabalhem com o CERMI. A ideia é criar uma bolsa de formadores a nível da região que depois vão estar disponíveis para o CERMI tanto para ministrar formação aqui em Cabo Verde como em outras regiões,” destacou o responsável.

Para além da sub-região o Centro de Energias Renováveis e Manutenção Industrial pretende expandir-se também para o mercado da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), inclusive o centro já beneficia de um projecto triangular financiado em cerca de dois milhões de euros (cerca de 220 mil contos) pela cooperação luxemburguesa para formar 30 técnicos de São Tomé e Príncipe em Frio e Climatização e Sistemas Fotovoltaicos.

“Já estão na fase final e no mês de Outubro vão regressar para São Tomé onde vão fazer um estágio curricular. Para além de São Tomé, pretendemos trabalhar numa proposta e procurar financiamento para irmos a outros países, nomeadamente a Guiné-Bissau. Portanto, a nossa intenção de internacionalização não é somente na região económica onde estamos inseridos, mas também na CPLP e quem sabe outros países”, concretizou Edson Mendes.

E é com base nesses projecto que o CERMI está também num processo de transformação para se tornar num Centro de Competências de Cabo Verde com o apoio e expertise do Centro de Competências Luxemburguês. Tudo isso, segundo o coordenador, com o fito de criar as condições para que o CERMI possa dar formação e capacitação ao nível da região.

CD/CP

Inforpress/Fim