Problema dos transportes na ilha Brava volta à plenária da Assembleia Nacional

 

Cidade da Praia, 27 Jul (Inforpress) – O problema dos transportes na Brava voltou hoje à plenária da Assembleia Nacional com o deputado eleito pelo PAICV, Clóvis Silva, a denunciar que a ilha tem passado cinco a seis dias seguidos sem qualquer ligação marítima.

Durante uma intervenção no período da antes da ordem do dia, o deputado disse que o navio que faz ligação Praia/Fogo/Brava tem sido deslocado para São Nicolau deixando a ilha Brava sem qualquer ligação com o resto do país.

“Essa situação tem deixado alguma ansiedade na população e só digo isto agora porque ao vermos outros navios a entrarem em circulação aproveitamos para pedir que também sejam postos a dar cobertura à ilha Brava”, disse adiantando que Brava é a ilha que está mais carente de ligação marítima.

E porque a ilha não tem aeroporto para ligações áreas, Clóvis Silva pede, por isso, uma ligação marítima mais frequente já que, segundo o deputado, essa carência tem provocado, inclusive, o deficiente funcionamento no serviço de saúde devido a ruptura de medicamentos na Delegacia de Saúde.

“Neste momento temos a ruptura de oxigénio na ilha Brava conforme informações que recebemos ainda ontem [quarta-feira]“, precisou.

O deputado do PAICV aproveitou o púlpito da Assembleia Nacional para pedir o presidente da Câmara Municipal, Orlando Balla, que não abandone a edilidade bravense, “conforme está a ser falado na ilha”.

“Na ilha já não se fala outra coisa: de que o presidente vai abandonar a Câmara e regressar aos Estados Unidos, em definitivo”, disse pedindo o presidente que cumpra seu mandato que ele mesmo pediu para cumprir a sua palavra.

Este último assunto que envolve o presidente da Câmara Municipal da Brava, Orlando Balla, não caiu no agrado do deputado do MpD David Gomes, que interpelou a mesa para dizer que a decisão da autarquia não foi comunicada publicamente pelo que não devia ser relatada no Parlamento.

MJB/CP

Inforpress/fim