Primeiro-ministro anuncia novas medidas para melhoria de ambiente de negócios e programa de privatizações

Cidade da Paria, 05 Out (Inforpress) – O primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva, anunciou hoje novas medidas para melhorar o ambiente de negócios e programa de privatizações no país.

Ulisses Correia e Silva fez este anuncio quando falava na cerimónia de colocação da primeira pedra da construção da nova fábrica dos laboratórios da Inpharma, que teve lugar esta tarde, na sede da empresa de medicamentos de Cabo Verde.

“A Inpharma conseguiu vincar por competências próprias e conseguiu criar um mercado de competitividade para reduzir as importações numa base sólida que permite novas entradas no mercado africano”, disse.

E porque a internacionalização é a nova marca de futuro da Inpharma, o executivo cabo-verdiano prometeu o apoio nessa “empreitada”, visto que tem de ser o governo a abrir as portas no CEDEAO e CPLP.

Lembrou ainda que a figura do ministro de Integração Regional foi criada precisamente para “abrir” as portas e trabalhar facilidades na relação e Cabo Verde com o espaço da CDEAO.

A Inpharma é uma empresa de medicamentos de Cabo Verde, cujo accionistas são a Labesfal Cabo Verde, com 43,8% da empresa, detidos pelo empresário português Joaquim Coimbra, e a Emprofac, Empresa Nacional de Produtos Farmacêuticos, responsável por garantir a importação, o armazenamento, a comercialização e a distribuição de medicamentos e produtos farmacêuticos, que detém 40% do capital social.

Os restantes 16.2% são detidos por privados cabo-verdianos, em particular os trabalhadores da Emprofac e da Inpharma.

A construção da nova fábrica vai prolongar-se por 14 a 18 meses, devendo estar concluída no final de 2019 ou início de 2020.

PC/JMV
Inforpress/Fim