Presidente do Brasil diz ser intolerável ataque ao candidato Bolsonaro

Brasília, 06 Set (Inforpress) – O presidente brasileiro, Michel Temer, classificou hoje como intolerável o ataque ao candidato às eleições presidenciais Jair Bolsonaro (PSL) durante uma iniciativa de campanha em Juiz de Fora, no Estado de Minas Gerais.

De acordo com a plataforma noticiosa “G1”, Temer afirmou que o episódio é “triste” e “lamentável”.

“Se Deus quiser, o candidato Bolsonaro ficará bem, temos a certeza de que não haverá nada mais grave, esperamos que não haja nada mais grave”, afirmou o chefe de Estado brasileiro.

Michel Temer considerou que a situação revela algo que a sociedade tem de se consciencializar, a intolerância.

“É intolerável que as pessoas falseiem dados durante a campanha eleitoral, é intolerável que nós vivamos num estado democrático de direito em que não haja possibilidade de uma campanha tranquila, de uma campanha em que as pessoas vão e apresentem os seus projectos”, declarou Temer durante uma cerimónia no Palácio do Planalto.

O Presidente do Brasil disse ainda esperar que a situação “sirva de exemplo para que as pessoas que hoje estão a fazer campanha percebam que a tolerância é uma derivação da própria democracia, é a derivação do chamado estado de direito”.

“Nós não temos estado de direito se houver intolerância. E intolerância muitas e muitas vezes deriva exacta a precisamente da falta de cumprimento da Lei, de falta de cumprimento da Constituição brasileira”, salientou.

O candidato às eleições presidenciais brasileiras Jair Bolsonaro (PSL) foi hoje esfaqueado durante uma acção de campanha.

No momento do ataque, o candidato estava a ser carregado aos ombros por apoiantes e foi imediatamente retirado do local e transportado para um hospital de Minas Gerais, segundo o jornal O Estadão.

O agressor foi detido, de acordo com a polícia.

Flávio Bolsonaro, filho do candidato presidencial, já veio a público dizer que os ferimentos foram superficiais.

“Jair Bolsonaro sofreu um atentado agora em Juiz de Fora, uma estocada com faca na região do abdómen. Graças a Deus foi apenas superficial e ele pesa [passa] bem. Peço que intensifiquem as orações por nós”, escreveu Flávio Bolsonaro, na rede social Twitter.

Bolsonaro, candidato da extrema-direita brasileira, está em segundo lugar nas sondagens para as eleições presidenciais que decorrem em Outubro.

Inforpress/Lusa

Fim