Presidente da República envia mensagem de condolências ao seu homólogo do Burkina Faso

Cidade da Praia, 07 Mar (Inforpress)- O Presidente da República, Jorge Carlos Fonseca, endereçou na terça-feira, 06, uma mensagem de condolências ao seu homólogo do Burkina Faso, pelas vítimas do atentado terrorista ocorrido, sexta-feira, 02, provocando a morte de dezenas de pessoas.

Na mensagem, o chefe de Estado cabo-verdiano “expressou condolências aos familiares das vítimas e ao povo irmão do Burkina Faso” tendo referido que foi com tristeza e profunda consternação que teve conhecimento do “ignóbil atentado terrorista” ocorrido na cidade de Ouagadougou, causando a morte de 28 pessoas.

“Os horríveis ataques de Ouagadougou são a ilustração inequívoca em como deveremos continuar a conjugar todos os esforços possíveis na nossa sub-região e nos foros internacionais, para que possamos encontrar os apoios necessários que nos permitam travar toda a tentativa de intimidação da parte dos terroristas”, sublinhou.

Jorge Carlos Fonseca encorajou o seu homologo, Roch Marc Christian Kaboré e ao Governo a continuarem a lutar para pôr fim ao clima de medo que os terroristas pretendem impor às populações, augurando rápidas melhoras aos feridos.

O atentado atingiu vários edifícios, entre os quais a Embaixada da França, o Instituto Francês e o Estado-Maior General das Forças Armadas.

Ao longo dos últimos anos, a capital do Burkina Faso tem sido frequentemente alvo de ataques jihadistas, nomeadamente contra locais frequentados por cidadãos ocidentais. Em Agosto de 2017, dois atacantes mataram 19 pessoas e feriram 21 outras num ataque a um restaurante localizado na principal avenida de Ouagadougou.

Na altura do ataque de sexta-feira, 02, três jornalistas cabo-verdianos estavam em Ouagadougou numa formação, mas estão fora de perigo.

AV/FP

Inforpress