Presidente da Protecção Civil defende intervenções nas estradas nacionais para evitar encravamento de localidades (c/áudio)

Cidade da Praia, 10 Set (Inforpress) – O presidente do Serviço Nacional da Protecção Civil e dos Bombeiros (SNPCB), Renaldo Rodrigues, defendeu hoje um trabalho de intervenção nas estradas nacionais para evitar encravamento de localidades em caso de chuvas com maior intensidade.

Em declarações à Inforpress, Renaldo Rodrigues disse que o número de muros de protecção nas estradas que foram construídas nos últimos anos “não é tão significativo”.

“As ladeiras não são trabalhadas, então qualquer chuva com alguma dimensão provoca deslizamentos de massas que acaba por cair nas estradas porque não há nada para as proteger, porque as estradas não têm muro de protecção”, prosseguiu a mesma fonte, completando que este fenómeno acaba por obstruir vias.

“É uma situação que, infelizmente, é realidade do país, a maioria das estradas nacionais tem esse problema”, afirmou aquele responsável completando que as autoridades estão cientes e que há a noção que, se calhar no futuro, é preciso repensar estas questões porque numa chuva com maiores dimensões poderão haver localidades cortadas com alguma facilidade.

Questionado se as estradas nacionais que não têm muro de protecção foram mal trabalhadas, Renaldo responde: “Não diria que foram trabalhos mal feitos, mas às vezes o orçamento nos condiciona a execução de muita coisa. Na altura foi o que foi feito, mas temos noção que estas estradas têm essa vulnerabilidade”.

O presidente do SNPCB caracteriza de “gigantesco” o trabalho que tem que ser feito para a correcção de todas a encostas que precisam de correcção ao nível nacional.

GSF/ZS

Inforpress/Fim