Praia Beach Games envolveu mais de 600 atletas e conta com balanço positivo da autarquia

Cidade da Praia, 27 Ago (Inforpress) – O “Praia Beach Games”, que encerrou este domingo no areal da Gamboa, na Cidade da Praia, envolveu mais de 600 atletas no futebol, andebol, voleibol, natação e aquatlo (prova de natação seguida de corrida).

O evento, promovido pela Câmara Municipal da Praia (CMP), capacitou ainda 23 jovens, dos 12 aos 16 anos, em natação e primeiros socorros.

De acordo coma a directora do Desporto da Câmara Municipal da Praia, Zuleica Semedo, o balanço é positivo porque teve a envolvência de mais de 600 atletas, num evento que, segundo ela, decorreu num ambiente de paz , convívio e partilha.

A responsável adiantou que, além das actividades desportivas, aconteceram acções de sensibilização, em parceria com a MORABI, a fazer consultas e aconselhamentos e da Coalização Antidroga, para além de formação de capacitação em natação de salvamento júnior e natação.

Para além disso, Zuleica Semedo adiantou que no decorrer do evento aconteceu uma formação de reciclagem a nadadores salvadores, como uma forma de aprofundar os seus conhecimentos.

A vereadora considerou, no entanto, que o novo figurino do evento, com zero por cento de álcool, teve uma adesão “razoável” da população, uma vez que as pessoas estão a interiorizar esse conceito.

A “Praia Beach Games” decorreu na praia da Gamboa, de 29 de Julho a 26 de Agosto, um evento organizado pela Câmara Municipal da Praia, como forma de ocupação dos tempos livres dos jovens e crianças que se encontram em férias escolares.

O evento apresentou-se como uma actividade desportiva com duas vertentes, sendo uma competitiva e outra recreativa.

A vertente competitiva, por sua vez, desdobrou-se em provas federadas (regionais e nacionais) e provas informais (inter bairros, instituições, grupos) nas modalidades futebol, andebol, voleibol, natação e aquatlo (prova de natação seguida de corrida).

Na parte recreativa, os frequentadores do evento experimentaram e praticaram desportos radicais, como rapel, escalada, ou ainda dar um passeio de caiaque.

Além das competições, o certame também foi palco de formação bem como a divulgação de valores cívicos e ambientais.

OM/JMV

Inforpress/Fim