PR espera que as relações desportivas entre Cabo Verde e Guiné-Bissau se traduzam no reforço dos laços de fraternidade (c/áudio)

Cidade da Praia, 19 Nov (Inforpress) – O Presidente da República disse hoje, na Cidade da Praia, esperar que as relações desportivas entre Cabo Verde e Guiné-Bissau sejam fortes e se traduzam no reforço dos laços de fraternidade entre os dois povos.

Jorge Carlos Fonseca fez essas considerações em declarações aos jornalistas à margem de uma visita que a delegação da selecção feminina de futebol da Guiné-Bissau efectuou ao Palácio da Presidência da República, na Cidade da Praia.

Para o mais alto magistrado nação, o desporto e o futebol, assim como a cultura, podem ser importantes na união dos povos e na criação de laços de amizade, considerado, no entanto, que o jogo entre Cabo Verde e Guiné-Bissau, embora não seja oficial, serviu para o relançamento do futebol cabo-verdiano.

“Foi a primeira partida disputada pela selecção feminina de Cabo Verde, constitui um grande estímulo e foi importante por ser realizada com a Guiné-Bissau, ao qual estamos ligados pela cultura e história”, frisou Jorge Carlos Fonseca, observando que esta partida foi um “pioneirismo muito feliz”.

Sobre o resultado do jogo, Jorge Carlos Fonseca disse que poderia ser um empate porque Cabo Verde falhou uma grande penalidade, mas reconheceu que equipa cabo-verdiana precisa de mais “traquejo e maturidade”.

A selecção de Cabo Verde perdeu na sexta-feira passada, no Estádio Nacional, com a congénere da Guiné-Bissau, por 1-0, no seu primeiro jogo oficial.

O jogo contou com a presença na tribuna do Presidente da República e da primeira-dama, Lígia Fonseca, madrinha da selecção nacional feminina.

OM/CP
Inforpress/Fim