Porto Novo: Protecção do Monte Trigo preocupa moradores com aproximação da época das chuvas

 

Porto Novo, 11 Jun (Inforpress) – A segurança das habitações na localidade de Monte Trigo, na ilha de Santo Antão, tem preocupado os moradores locais que defendem “urgência” na reconstrução do prometido muro de protecção deste povoado, antes da época das chuvas.

As cheias dos últimos anos (em 2015, com o furacão Fred e, em 2016, com a tempestade de Setembro) destruíram o muro de protecção do Monte Trigo, considerado uma das zonas de risco elevado no município do Porto Novo.

Segundo os moradores, com a destruição do muro, várias habitações estão em situação de vulnerabilidade e correm sério risco de ser levadas pelas cheias nas próximas chuvas.

As famílias têm vindo insistentemente a reclamar a reconstrução do muro e começam a ficar “muito preocupadas” com a aproximação da época das chuvas.

Monte Trigo, onde vivem 75 famílias, fica no sope do vulcão (inactivo) Tope de Coroa e, além das cheias, sofre ainda com acção do mar bravo que, periodicamente, invade as casas, deixando em apuros a população.

Segundo apurou a Inforpress, muro de protecção do Monte Trigo vai ser reposto no quadro do programa de emergência para Sano Antão, devendo as obras iniciarem-se entre finais de Junho e princípio de Julho.

O projecto, que integra o pacote de obras orçado em 130 mil contos, no quadro do programa de emergência, já foi adjudicado a uma empresa que está a criar as condições para iniciar as obras.

JM/FP

Inforpresss/Fim