Porto Novo: Paróquias insistem no apelo às comunidades para ajudarem a recuperar as capelas em deterioração 

Porto Novo, 06 Jun (Inforpress) – As paróquias de São João Baptista e São João Paulo II, no Porto Novo, renovaram, hoje, o apelo ao envolvimento das comunidades, emigrantes e às autoridades municipais para recuperação das capelas neste concelho, em “fase adiantada de deterioração”.

O pároco de ambas as paróquias, o frei José Pires, voltou a apelar aos “fiéis a ajudarem a Igreja Católica a cuidar das capelas, muitas das quais a precisarem, urgentemente, de obras de recuperação”, avançou o pároco, indicando o número da conta bancária (84014902 – BCA), em que os benfeitores deverão depositar a sua contribuição.

“Vamos restaurar as nossas Igrejas, pois elas fazem parte da nossa vida como um povo e marca profundamente a nossa fé cristã”, exorta José Pires, lembrando que as duas paróquias têm estado a pedir o “envolvimento” das comunidades, dos emigrantes e do município na recuperação das igrejas, “cuja maioria está em fase adiantada de deterioração”.

Entretanto, a comunidade da Ribeira da Cruz, interior do Porto Novo, já lançou uma campanha de recolha de fundos para realização de obras de reabilitação da igreja de Santo André, actualmente, em estado avançado de degradação.

Os promotores da iniciativa têm estado a sensibilizar as instituições locais e os emigrantes naturais da Ribeira da Cruz e empresários locais com vista a apoiarem na reabilitação da igreja, em estado de deterioração.

Nesta altura, a Diocese do Mindelo está a recuperar a capela de Alto Mira, também no interior do Porto Novo, “uma das muitas igrejas” que precisam de obras de restaurarão neste concelho, segundo o bispo D. Ildo Fortes.

JM/ZS

Inforpress/Fim