Porto Novo: Obras de recuperação da igreja de Santo André arrancam em Outubro – comunidade

Porto Novo, 09 Set (Inforpress) – As obras de recuperação da igreja de Santo André, em Ribeira da Cruz, no Porto Novo, arrancam em Outubro, numa iniciativa da comunidade local, que tem em curso uma campanha de recolha de fundos para recuperação da capela.

“No início de Outubro, iniciaremos os trabalhos de renovação da igreja da Ribeira da Cruz. Dispomos já de uma quantia que nos permite arrancar as obras. Para que a renovação se faça de forma adequada e como foi projectada, precisamos do apoio de todos”, refere uma nota da comissão que está à frente do projecto.

Paulo Lima, membro desta comissão, avançou que a quantia, até agora mobilizada, cujo valor não especificou, permite iniciar as obras, mas adiantou esperam muito mais apoio financeiro para que possam materializar o projecto.

Por isso, a comissão renova o apelo ao “filhos e amigos” da Ribeira da Cruz que estejam “realmente interessados em apoiar” que o façam, contribuindo para a renovação da igreja.

A comunidade da Ribeira da Cruz, face ao estado avançado de deterioração da igreja de Santo André, lançou, em Maio, uma campanha de sensibilização junto dos emigrantes, instituições e empresários locais para a recolha de fundos para a reabilitação da capela.

Além da igreja, a comunidade da Ribeira da Cruz está preocupada, também, com o cemitério local, a precisar de obras de reabilitação, segundo os moradores.

As duas paróquias sediadas no concelho do Porto Novo – São João Baptista e São João Paulo II, têm estado, igualmente, a pedir o “envolvimento” das comunidades, dos emigrantes e das autoridades municipais na recuperação das capelas, cuja maioria está a precisar, “urgentemente”, de obras de recuperação, segundo o pároco de ambas as paroquias, o frei José Pires.

José Pires tem estado a apelar aos fiéis a ajudarem a Igreja Católica a “cuidar” das capelas no Porto Novo.

Além da Ribeira da Cruz, a Igreja Católica tem estado “preocupada” ainda com as capelas do Monte Trigo e Pascoal Alves, mas também com o estado da igreja paroquial, na cidade do Porto Novo, construída nos anos 70, que, além do seu estado de degradação, já se mostra exígua para receber os fieis.

A Paróquia de São João Baptista pretende construir a igreja matriz, projecto cuja concretização deverá contar com o envolvimento da Câmara Municipal do Porto Novo e dos emigrantes.

JM/JMV

Inforpress/Fim