Porto Novo: Líderes comunitários “aliviados” com arranque do plano de mitigação da seca

Porto Novo, 13 Abr (Inforpress) – O arranque do programa de mitigação da seca no Porto Novo, no âmbito do qual se prevê a criação de 400 postos de trabalho mensais, deixa “aliviados” os lideres das diferentes comunidades neste município, muito afectadas pela seca.

A Câmara Municipal do Porto Novo garante, para “os próximos dias”, a criação de cerca de 400 postos de trabalho por mês, com a abertura de várias frentes de trabalho, no quadro do novo plano de mitigação da seca para este município, estimado em 38 mil contos.

A notícia surge numa altura em que os lideres das diferentes comunidades têm estado a alertar às autoridades locais e ao Governo para a “situação social difícil” por que passam as populações rurais, sobretudo das zonas altas, as mais afectadas pela seca, que assola Porto Novo.

Representantes das associações nos planaltos Norte e Leste, Ribeira das Patas, Chã de Norte, Alto Mira e Ribeira dos Bodes regozijam-se com a decisão do Governo em avançar com o novo plano para atenuar a seca, através do qual Porto Novo vai receber 38 mil contos para o salvamento do gado e implementação de projectos, neste município.

O plano, previsto para até Setembro, prevê a execução de obras de requalificação de infra-estruturas desportivas e de acessibilidades, bem como de calcetamentos, limpeza de caminhos vicinais e construção de pequenas zonas de lazeres.

Estão ainda previstas obras a nível de reabilitação de sistemas de água para animais, construção de pequenas redes de água domiciliária e de despedrega de parcelas agrícolas.

JM/JMV

Inforpress/Fim