Inicio Sociedade Porto Novo: Edilidade reitera decisão de apoiar crianças de Chã de Norte...

Porto Novo: Edilidade reitera decisão de apoiar crianças de Chã de Norte com transporte escolar

 

Porto Novo, 24 Dez (Inforpress) – A câmara do Porto Novo garante estar a envidar esforços para garantir o transporte a um grupo de estudantes de Chã de Norte, interior do concelho, que, diariamente, percorre vários quilómetros a pé, para assistir às aulas.

Segundo o presidente da câmara, Aníbal Fonseca, a sua edilidade está a negociar com os condutores dessa localidade para transportarem os alunos, mas ainda sem qualquer acordo, já que esses operadores têm exigido “um valor demasiado elevado” para assegurar esse serviço.

O autarca reitera que a sua edilidade está disposta a garantir o transporte dessas crianças, mas não se pode aceitar pagar “um valor tão alto” que está a ser exigido pelos condutores, acreditando, porém, que no reinício das aulas, em Janeiro, essa situação esteja resolvida.

O presidente da associação comunitária de Chã de Norte, Ivanildo Dias, confirmou que as oito crianças continuam a percorrer, todos os dias, os quatro quilómetros a pé, “uma situação dramática” que, no seu entender, deve merecer “a atenção de quem direito”.

A câmara do Porto Novo havia, no arranque do ano lectivo, prometido tomar “medidas imediatas” para garantir o transporte desses estudantes no percurso Chã de Norte/Ribeira da Cruz/Chã de Norte, mas, até agora, essas crianças continuam a fazer o percurso a pé.

Os oito estudantes dessa localidade têm vindo, diariamente, a percorrer quatro quilómetros a pé, para poder assistir às aulas no liceu António Silva Pinto em Ribeira das Patas, uma situação que preocupa os pais, que dizem não poder custear o transporte dos seus educandos.

As crianças se levantam às 04:00 para poder “apanhar” um autocarro em Ribeira da Cruz, que os transporta até Ribeira das Patas, regressando à casa somente no final do dia.

A câmara do Porto Novo é uma das instituições que asseguram o transporte escolar neste município, disponibilizando, para o efeito, cerca de um milhar de contos todos os meses, conforme Aníbal Fonseca.

Além da autarquia, o transporte escolar no Porto Novo é garantido ainda através da Fundação de Acção Social e Escolar (Ficase), da organização não-governamental dinamarquesa Bornefonden, do Conselho Regional de Parceiros (CRP) de Santo Antão e dos próprios pais.

JM/ZS

Inforpress/Fim