Porto Novo: Cartaz do festival de Curraletes anunciado a “conta-gotas” pela organização

Porto Novo, 25 Ago (Inforpress) – O cartaz da trigésima primeira edição do festival de música da praia de Curraletes, no Porto Novo, agendada para 31 de Agosto e 01 de Setembro, tem sido anunciado, a “conta-gotas”, pela edilidade portonovense, entidade promotora do evento.

Até agora, a autarquia confirmou a presença de Nancy Vieira, Jay Moreira, Grace Évora, Blacka Silva e Anísio Rodrigues nesse certame, que assinala os 56 anos da criação do Município do Porto Novo, mas a forma como tem sido anunciado o cartaz está a gerar alguma ansiedade no seio dos portonovenses.

Para já, os munícipes têm-se mostrado “satisfeitos” com os nomes já divulgados.
Nancy Vieira, Jay Moreira e Blacka Silva (cantora de origem cabo-verdiana que vive em Portugal) fazem a sua estreia neste festival, que se enquadra ainda nas comemorações do Dia do Município do Porto Novo, que se assinala a 02 de Setembro.

Como aconteceu até agora, o festival de música da praia de Curraletes, que se afigura entre os principais eventos musicais que se realizam em Santo Antão, deve contar com a presença da “prata da casa”.

A edilidade aproveita para proceder ao lançamento, a 30 de Agosto, das obras de requalificação da praia de Curraletes, palco do festival, num projecto orçado em 11 mil contos.

A Câmara Municipal do Porto Novo anunciou o programa comemorativo do Dia do Município, que arranca a 30 de Agosto, com a presença do vice-primeiro-ministro, Olavo Correia.

O programa, que se encerra a 02 de Setembro, com uma sessão solene da Assembleia Municipal, inclui inaugurações e lançamentos de diferentes projectos ligados à agricultura, abastecimento de água e electrificação rural.

O lançamento dos projectos “Agricultura Periurbana de Lajedinho e “Jovens Agricultores em Casa de Meio” e a inauguração das redes eléctricas de baixa tensão de Alto São Tomé e Planalto Leste, bem como da rede de abastecimento de água em Tapume, Ribeira das Patas, são alguns destaques do programa, a que a Inforpress teve acesso.

JM/JMV

Inforpress/Fim