Porto Novo: Agricultores acreditam na retoma da actividade agrícola em Manuel Lopes em 2018

Porto Novo, 14 Abr (Inforpress) – Os agricultores em Manuel Lopes, Porto Novo, Santo Antão, dizem acreditar na retomada, no decurso de 2018, da actividade agrícola nesse vale, com instalação de painéis solares no furo local, para a produção de água para rega.

A actividade agrícola em Manuel Lopes tem sido marcada, nos últimos anos, pelo abandono dos agricultores das suas propriedades, alegando dificuldades para adquirir água para rega.

Segundo o porta-voz dos lavradores, Aquiles Barbosa, muitos agricultores abandonaram as suas parcelas, situação que contribuiu para a “queda” da actividade agrícola em Manuel Lopes, onde uma tonelada de água produzido pelo furo local custa 45 escudos.

Este preço, conforme Aquiles Barbosa, é “incomportável” para a grande maioria dos lavradores que, perante as dificuldades, tem optado por “abandonar as suas terras”.

No quadro do programa de emergência para a mitigação da seca, o furo de Manuel Lopes vai ser, ainda no decurso do primeiro semestre de 2018, equipado com um sistema fotovoltaico, para a produção de água, passando os agricultores a dispor de água a um custo “muito reduzido”.

Segundo o delegado do Ministério da Agricultura e Ambiente (MAA) no Porto Novo, Joel Barros, a obra já foi adjudicada, esperando que no final deste semestre os equipamentos estarão já instalados.

O MAA espera em 2018 equipar todos os furos no concelho do Porto Novo com painéis solares, que passarão a disponibilizar água para a agricultura a um custo baixo, com grande impacto a nível de produção e aumento da área irrigada, explicou este responsável.

Ainda através do programa de emergência para a mitigação da seca, mais três furos, situados em Ribeira da Cruz, nos arreadores da cidade do Porto Novo e em Ribeira Brava, na fronteira com Paul, serão equipamentos, nos próximos meses, com sistemas fotovoltaicos.

“O processo está em curso, as empresas foram já seleccionadas e agora é só avançar”, assegurou Joel Barros, acreditando na conclusão dos trabalhos ainda durante o primeiro semestre deste ano.

Neste momento, no âmbito do Poser (programa de promoção das actividades rurais), financiado pelo Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola (FIDA), estão a ser equipados os furos da Ribeira Fria, Poio da Ribeira dos Bodes e de Jorge Luís, no interior deste concelho.

JM/JMV

Inforpress/fim