Espargos, 18 Mar (Inforpress) - A secretária-geral da UNTC-CS, Joaquina Almeida encontra-se no Sal para junto das mulheres salenses reflectir a condição da mulher, seu percurso, ganhos, desafios e dificuldades, no âmbito das comemorações do mês de Março, mês da Mulher.

Considerando que a UNTC-CS não pode ficar indiferente às comemorações do mês da Mulher, celebrado um pouco por todo o lado, Joaquina Almeida, disse em declarações à Inforpress, que pretende com essa sua primeira visita, à ilha do Sal, nessa qualidade, um encontro com as mulheres onde vão falar sobre a sua condição no presente e perspectivas de futuro.

Estará também em reflexão nesse dia de trabalho, a mulher no sector informal, já que, conforme disse, caracterizada pela exclusão e vulnerabilidade e a paridade do género.

Tomando-se como exemplo, tendo em conta a sua eleição enquanto mulher à liderança da maior central sindical do país, sublinha que a pouco e pouco as mulheres vêm dando “grandes” passos, conquistando espaços na sociedade cabo-verdiana a todos os níveis.

“Significa que estamos a dar passos certos e seguros, a ocupar os lugares por mérito desafiando os homens que não querem deixar. Todos nós somos chamados para dar o nosso contributo. E Cabo Verde já deu passos significativos em relação à promoção da mulher”, enfatizou.

Referente a esta afirmação “os homens não querem deixar…”, Joaquina Almeida explica que se baseia na sua eleição que esteve envolvida e continua numa “grande controvérsia” por o candidato adversário não ter admitido a derrota, pelo simples facto de ter sido vencido por uma mulher.

“Por ter sido derrotado por uma mulher, isso está a causar transtornos. Mas tem que aceitar. O processo está no tribunal, mas vamos aguardar o desfecho com toda a serenidade”, desabafou.

No encontro com mulheres sindicalistas locais, Joaquina Almeida aproveita a oportunidade para testemunhar a eleição de uma nova direcção da Comissão de Mulheres Sindicalistas da UNTC-CS (CMUNTC-CS), nesta ilha.

Ainda no decorrer da actividade, a líder sindical partilha com as sindicalistas as resoluções saídas da primeira reunião ordinária do Conselho Nacional da UNTC-CS, realizado no passado dia 10 e 11 do corrente.

Mediante convite feito pelos professores na ilha, Joaquina Almeida aproveitará a sua estadia para também reunir-se com a classe docente, donde deverá esclarecer a situação relativa à desfiliação do SINDEP da UNTCCS e ao apoio que a mesma central sindical irá dar aos professores, que contra a decisão da actual direcção do SINDEP, desejam manter-se filiados na UNTC-CS.

“Vamos fazer tudo para acarinhar essa decisão dos professores de modo a se organizarem e fiquem na família UNTC-CS. E, nunca vamos desistir do SINDEP já que é obra também da UNTC-CS que ajudou na sua criação. É birra do colega Nicolau Furtado, mas aguardamos o seu regresso à família UNTC-CS. Quando ele decidir vamos recebê-lo de braços abertos”, enfatizou, em jeito de recado.

SC/FP

Inforpress/Fim

estatuto

Assinaturas Inforpress

paywall4

01Notícias Relevantes Fique sempre informado sobre os principais acontecimentos de Cabo Verde e do Mundo.

02Informação de Qualidade Produzimos informação com independência, rigor e qualidade.

03Diversidade de Cobertura Pomos à disposição do público informação actualizada sobre os mais variados aspectos.