Polícia Nacional regista dois suicídios e uma tentativa de suicídio durante o fim de semana

Cidade da Praia, 10 Set (Inforpress) – A Polícia Nacional (PN) registou dois casos de suicídio e um de tentativa de suicídio durante este fim-de-semana, na Cidade da Praia e na ilha do Sal.

Segundo informações recolhidas pela Inforpress junto da Direcção Nacional da PN, o caso de tentativa de suicídio ocorreu num dos bairros da Cidade da Praia com uma mulher de 34 anos que teria saltado de um primeiro andar, tendo sido conduzido ao Hospital Agostinho Neto (HAN) onde foi submetido a uma intervenção cirúrgica e permanece internada sob cuidados médicos.

De acordo com a mesma fonte, também neste domingo, um homem de 38 anos conhecido por “Zifa” Garcia, foi encontrado morto em sua casa no bairro do Castelão, na Cidade da Praia.

A Polícia confirma que se trata de um suicídio por enforcamento, tendo o corpo sido encontrado suspenso num cinto preso a um travessão do teto da casa.

Entretanto, na tarde do mesmo dia, o corpo da empregada doméstica, Ana Pires, foi encontrado já sem vida na sua residência na Rua de Boa Vista, no Espargos, ilha do Sal, tendo as autoridades policias confirmado se tratar de suicídio por enforcamento.

Coincidentemente, comemora-se hoje (10 de Setembro), o Dia Mundial de Prevenção do Suicídio, este ano sob o lema “Trabalhando juntos para prevenção do suicídio”, cujo objectivo é fazer lembrar as pessoas de um ente querido desparecido ou que sobreviveu ao suicídio.

No País, a efeméride é assinalada um pouco por todo o lado sob a direcção da Associação de Promoção da Saúde Mental (A Ponte), que elege como acto cerimonial, velas acesas.

Nesse âmbito, “A Ponte” promove hoje, na Cidade da Praia, uma conversa aberta sobre “o papel dos media na prevenção do suicídio”.

Em declarações à Inforpress, a psicóloga da Associação de Promoção da Saúde Mental, Marcília Araújo, explicou que o objectivo é juntar profissionais da comunicação social e da saúde mental para se debruçarem sobre a temática e encontrarem a melhor forma de abordar a questão nos media.

Conforme as autoridades, no arquipélago o suicídio afecta cerca de 12,3 por cento dos cabo-verdianos, dados divulgados pela OMS em 2016.

O suicídio está entre as 20 principais causas de morte no mundo e afecta pessoas de todas as idades, sendo responsável por mais de 800.000 mortes, o que equivale a um suicídio a cada 40 segundos.

O dia foi criado em 2003 pela Associação Internacional para a Prevenção do Suicídio e pela Organização Mundial de Saúde, com o objectivo de prevenir o acto do suicídio e levar os governos a adoptarem estratégias de prevenção.

GSF/FP

Inforpress/Fim