Polícia condenado a 15 anos de prisão por matar adolescente afro-americano nos EUA

Dallas, Estados Unidos, 30 Ago (Inforpress) – Um antigo polícia foi quarta-feira condenado a 15 anos de prisão por ter morto um jovem negro de 15 anos quando disparou para o carro onde este se encontrava, desarmado, nos subúrbios de Dallas, nos Estados Unidos.

Roy Oliver conheceu a sentença na noite de quarta-feira, um dia depois de ter sido formalmente condenado pela morte de Jordan Edwards, em Abril de 2017.

Desde 2005, apenas seis polícias foram condenados por assassínio em tais casos – quatro foram revogados, revelam os dados do criminologista e professor da Universidade Estadual de Bowling Green, Phil Stinson.

Quando o veredicto foi lido na terça-feira, familiares de Edwards soluçaram e abraçaram os procuradores.

“Só quero dizer que estou feliz, muito feliz”, disse o pai de Edwards, Odell Edwards, fora do tribunal.

O júri absolveu Oliver em duas acusações menores de agressão agravada decorrentes do tiroteio.

Em Abril de 2017, Roy Oliver atirou contra o carro onde se encontrava Jordan Edwards e outros adolescentes, todos desarmados.

Em sua defesa, o polícia disse temer que o veículo se aproximasse e colocasse em perigo o seu colega, que admitiu depois em tribunal que nunca sentiu qualquer ameaça por parte dos jovens.

Lusa/Fim