Paul: “Ano 2017 foi melhor do que os anos passados” – António Aleixo Martins

 

Cidade das Pombas, Paul, 03 Jan (Inforpress) – O presidente da Câmara Municipal do Paul, António Aleixo Martins, disse hoje à Inforpress, na cidade das Pombas, que “2017 foi melhor que os anos passados” pelo que o balanço só pode ser considerado positivo.

“Destaco o novo relacionamento com o poder central que deixou de ser um poder competitivo para passar a ser parceiro dos municípios” disse António Aleixo Martins, explicando que esta “nova postura” do Governo central em relação aos municípios “mudou tudo”.

Para António Aleixo Martins, quando esse novo relacionamento se transforma em parceria “fica tudo mais fácil” mas reconhece que 2017, mesmo assim, foi um “ano difícil devido à crise que ainda persiste e à seca que se faz sentir no país” neste momento.

“Depois de um ano de muita chuva veio a seca e sempre com problemas em qualquer dos casos” disse o autarca paulense, admitindo que “de uma forma geral” o ano foi bom porque começaram a surgir parceiros” que António Aleixo Martins espera que permaneçam e até que surjam outros mais para ajudar o desenvolvimento do Paul.

“Antes não havia uma distribuição democrática dos parcos recursos” disse o autarca, por entender que, não tendo muitos recursos, “aqueles que existem devem ser distribuídos para todas as aldeias.

“E nós começamos a sentir essa democratização dos recursos”, continuou o edil paulense que acredita numa melhoria desse sector “a julgar por aquilo que está previsto no orçamento de 2018”.

No campo das realizações, António Aleixo Martins disse que é preciso pensar no “município real” e destacou uma “acção social forte” desenvolvida pela câmara municipal” mas que, explicou o autarca, “são daquelas coisas que não dão para lançar primeiras pedras nem para cortar fitas” mas que “têm impacto na vida das pessoas”.

O sector da habitação social continua a ser “um dos maiores desafios” do município do Paul, em que se fez “uma grande aposta” em 2017, que resultou, juntamente com a recuperação de caminhos vicinais, no aumento de postos de trabalho e na resolução de vários problemas ligados a esses sectores.

“Temos de ter pensamento positivo e esperar que 2018 seja melhor que 2017”, perspectivou o autarca paulense, adiantando que a sua mensagem às populações é de que “deve haver colaboração porque a câmara sozinha não consegue fazer nada” e precisa da colaboração das pessoas e dos parceiros “para que o 2018 seja melhor que 2017”, concluiu António Aleixo Martins.

HF/AA

Inforpress/Fim