OMS debate com parceiros estratégia do programa de “Cobertura Universal da Saúde” em Cabo Verde

Cidade da Praia, 28 Mar (Inforpress) – A Organização Mundial da Saúde (OMS) reuniu-se hoje com um grupo de parceiros para apresentar e debater o programa de “Cobertura Universal da Saúde para Todos” um tema com o qual propõe assinalar o Dia Mundial da Saúde (7 de Abril).

Em declarações à imprensa no âmbito do encontro que manteve com as ONG, universidades, sociedade civil organizada, ministérios e outras entidades, o representante da OMS em Cabo Verde, Mariano Castellon, adiantou que o objectivo do tema escolhido para 2018 visa garantir e assegurar o direito à saúde às pessoas sem que tenham que passar por dificuldades.

“A cobertura universal da saúde é a prática para desenvolver a saúde junto das populações. Estamos a falar dos direitos e necessidades dos cidadãos, dos direitos dos governos e da necessidade de se formular políticas públicas nesse sentido”, disse.

Mariano Castellon que aproveitou a ocasião para felicitar Cabo Verde pelos avanços obtidos até a data, admitiu que no que se refere à cobertura universal da saúde, “o país ainda possui uma série de desafios a ultrapassar”.

A título de exemplo apontou a promoção da saúde com base no conceito de cidadania para saúde como um dos desafios mais importantes a ser ultrapassado.

Neste encontro que reuniu vários parceiros, a crítica foi no sentido da necessidade de se harmonizar a saúde para todos em diferentes domínios e para diferente público alvo, ou seja, para as pessoas com vulnerabilidades específicas.

Referiu, ainda, sobre o cancro como um outro desafio do país que, segundo ele, nem sequer dispõe de um plano para dar cobertura à doença.

Entretanto, Mariano Castellon indicou que para responder ao apelo da OMS face ao tema de 2018, a organização pretende promover no segundo semestre do ano, um fórum sobre a Cobertura Universal da Saúde em Cabo Verde.

Durante o debate sobre a construção que se quer no domínio de saúde para todos, organizações como A Ponte, APIMUD, Colmeia e outros colocaram questões e deixaram a sua contribuição para o melhoramento de planos e atenção voltados para grupos com vulnerabilidades específicas.

Para assinalar o Dia Mundial da Saúde, 7 de abril, a OMS chama a atenção dos líderes mundiais a se comprometerem a tomar medidas concretas para promover a saúde de todas as pessoas.

Segundo a OMS a cobertura universal da saúde (CUS) é alcançada quando existe uma firme determinação política em garantir que todas as pessoas, em qualquer lugar, possam ter acesso a serviços de saúde essenciais e de qualidade sem terem que passar por dificuldades económicas.

Os países que investem na CUS, indica a OMS, fazem um investimento significativo em seu capital humano.

A cobertura universal da saúde é fundamental para o sucesso da Agenda 2030 e seus Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), em particular o ODS 3, que trata de garantir saúde e bem-estar para todos.

PC/FP

Inforpress/Fim