Novos equipamentos vão reforçar a segurança e melhorar a operacionalidade da Polícia Nacional – ministro

Cidade da Praia, 11 Jul (Inforpress) – O ministro da Administração Interna, Paulo Rocha, afirmou hoje que os novos equipamentos para os policiais vão reforçar a segurança turística e urbana no país e melhorar a operacionalidade da Polícia Nacional (PN).

Em declarações à imprensa, à margem da cerimónia de entrega dos novos equipamentos à corporação da Policia Nacional, Paulo Rocha asseverou que a entrega desses equipamentos enquadra-se no âmbito do programa de reforço das capacidades operacionais da PN.

“Trata-se de equipamentos individuais dos efectivos estamos a falar de coletes e capacetes balísticos equipamentos para o reforço da segurança individual da protecção de quem está no terreno todos os dias”, disse, ressalvando estar convicto de que desta forma a PN está a garantir a sua operacionalidade a nível nacional.

Conforme disse, a doação dos equipamentos foi financiada Fundo do Turismo, com enfoque no reforço da segurança urbana e turística do país, principalmente nas ilhas que considerou de “maior densidade turística”, nomeadamente Sal e Boa Vista.

Avançou ainda que esta doação do Governo através do Fundo do Turismo vai contribuir para a resolução dos constrangimentos causados pela falta de meios operacionais que a PN tem registado ao longo dos anos.

Por seu lado, o director da PN, Estaline Moreno, disse que a intenção é precisamente equipar a corporação com equipamentos de protecção mas também com equipamentos que, no seu entender, servirão para a reposição da ordem.

“Vamos com isso reforçar a capacidade da Polícia Nacional em todos os sentidos, estamos a trabalhar desde o início de forma a conseguirmos equipar as unidades policiais com meios necessários para desempenharem da melhor forma as acções diárias durante as operações”, realçou.

Por seu lado, o presidente do Fundo do Turismo, Manuel Ribeiro, sublinhou que o Governo está focado em criar as condições para que Cabo Verde seja um dos destinos preferidos dos turistas, daí a necessidade de se apostar na promoção e o reforço da segurança urbana e turística.

“Nós só podemos ter mais turistas se tivermos uma segurança de qualidade e pretendemos aumentar as receitas para se investir na lógica da segurança turística para temos um bom ambiente para recebermos os turistas”, disse.

Enalteceu, por outro lado, o papel da PN no processo do desenvolvimento do turismo em Cabo Verde, tendo na altura referido que o turismo representa mais de 20 por cento (%) do Produto Interno Bruto (PIB).

Os equipamentos serão distribuídos por todas as ilhas e estão orçados em cerca de 90 mil contos.

CM/AA

Inforpress/Fim