Nova presidente da INSP quer que a instituição seja referência no panorama sanitário cabo-verdiano e internacional

Cidade da Praia, 23 Ago (Inforpress) – A nova presidente do INSP defendeu a necessidade de se apostar mais nos recursos humanos e na criação de condições de infraestrutura de funcionamento para que a instituição seja referência no panorama sanitário cabo-verdiano e internacional.

Maria da Luz Lima fez essas considerações no seu discurso de tomada de posse esta quinta-feira, na Cidade da Praia, ao assumir o cargo de presidente do conselho de administração do Instituto Nacional da Saúde Publica (INSP), tendo sublinhando, que o INSP é uma instituição jovem que se encontra num momento particularmente importante de desenvolvimento e acção.

No seu entender, a aposta no fortalecimento do Sistema Nacional de Saúde com destaque para a formação, vigilância e promoção do sector da saúde, tem que ser elevada, isto para, conforme referiu, alcançar um sistema de saúde “resiliente” e capaz de fornecer respostas adequadas à melhoria dos principais indicadores.

A nova responsável do INSP, prometeu trabalhar com afinco nos determinantes da saúde, apelando, por outro lado, a criação de melhores condições de serviço e no pleno engajamento de todos os envolvidos na promoção da saúde em Cabo Verde.

“Precisamos apostar muito nos recursos humanos e criar as condições de infraestrutura de funcionamento à altura do que se espera do INSP e no pleno engajamento e fazer com que seja uma instituição de referência no panorama sanitário cabo-verdiano e internacional, para podermos alcançar os objectivos preconizados”, afirmou.

Na sua intervenção, destacou ainda a elaboração e implementação do plano estratégico do INSP, o plano nacional de promoção da saúde, o plano de reforço dos recursos humanos, a implementação do laboratório de controlo de qualidade para planeamento, a instância nacional de coordenação dos princípios de liderança, da promoção e cultura de investigação em Cabo Verde, como grandes desafios para os próximos tempos.

Por seu turno, o ministro da Saúde e Segurança Social, Arlindo do Rosário, afirmou que o INSP é uma instituição de relevância capital focada na promoção da saúde nas acções de prevenção das doenças e no desenvolvimento de investigação no sector da saúde.

Segundo este governante, o Ministério da Saúde tem envidado esforços no âmbito da reforma do sector da saúde, para que haja saúde com qualidade, eficácia e eficiência para todas as populações.

“Conto com a liderança da presidente da INSP para a materialização de actividades essenciais e tais como o reforço da capacidade laboral para a vigilância entomológica, a implementação da vigilância de alimentos e agua, consolidação do observatório nacional da saúde, a finalização do projecto das futuras instalações do INSP, e entre outro aspectos, para a promoção da saúde e para a criação da inteligência sanitária necessária ao Sistema Nacional da Saúde”, declarou.

Asseverou, por outro lado, que ao INSP foram mobilizados recursos adicionais, sejam eles financeiros, humanos e com reforço de mais 6 técnicos em processo de recrutamento ainda este ano.

Apelou à nova PCA do INSP que promova a cultura de resultados e de prestação de contas na instituição, afirmando que os resultados a serem obtidos produzirão efeitos imediatos e impactos a longo prazo no SNS e na saúde dos cabo-verdianos.

CM/FP

Inforpress/Fim