Música: Zé Rui de Pina e Jorge Humberto seleccionados pelos CVMA para o prémio Menção Honrosa

Cidade da Praia, 28 Mar (Inforpress) – Jorge Humberto e Zé Rui de Pina nas categorias “Compositor” e “Artista solidário”, respectivamente, são dois dos cinco seleccionados que vão receber o prémio Menção Honrosa criado pelo VII evento dos Cabo Verde Music Awards (CVMA) 2017.

Em entrevista à Inforpress, Zé Rui de Pina disse que está surpreso com a selecção, uma vez que, “sempre desenvolveu os seus trabalhos sem esperar nada em troca”.

“Não espero recompensa dos meus trabalhos, só faço porque considero um bem para a sociedade”, afirmou, realçando que está muito feliz com a iniciativa dos CVMA em integrar esta categoria no evento deste ano e parabeniza os outros seleccionados.

O escolhido para o prémio na categoria “artista solidário” adiantou que vai continuar a ajudar e a mobilizar pessoas para fazerem o “bem” em nome de Cabo Verde.

De realçar que, a atribuição desta Menção Honrosa ao artista Zé Rui de Pina, de acordo com uma nota enviada à Inforpress, tem que ver com todo o trabalho que desenvolve junto das camadas mais desfavorecidas, através da promoção de eventos solidários, angariação e doação de bens, apoio a crianças e idosos e a famílias no limiar da pobreza no país.

O músico é presidente da ONG Associação “Nos di Tchada i Amigos”, que tem tido “impacto directo na melhoria da vida de centenas de famílias em várias comunidades, escolas e centros de saúde”.

Zé Rui de Pina, que possui três álbuns no mercado, está neste ramo desde os 10 anos de idade e já actuou em diferentes palcos no país e na diáspora.

Já a escolha do músico e compositor Jorge Humberto para receber a Menção Honrosa na categoria “Compositor” dos CVMA by Unitel T+ 2017, deve-se não só às composições do seu último disco, mas também todo um percurso artístico como cantor e compositor de temas que foram popularizados na voz de inúmeros intérpretes cabo-verdianos.

O artista está designado ainda na “categoria compositor” dos CVMA deste ano com o trabalho Cendé Luz, do seu mais recente disco Nôv`Astral.

Natural de São Vicente, Jorge Humberto começou a cantar ainda criança, tendo as suas primeiras composições surgido por altura da independência, em 1975.

De salientar que a organização e o júri criaram a figura das Menções Honrosas nos CVMA by Unitel T+, 2017, por se tratar de categorias que destacam determinadas personalidades da música nacional, cujo percurso seja merecedor de uma distinção.

No rol das Menções Honrosas falta divulgar as áreas “Animador Comunicação Social”, “DJ” e “Músicas da nossa vida” e os prémios vão ser atribuídos durante a cerimónia oficial a 06 de Maio.

AF/ZS

Inforpress/Fim