Música: Edição do “Grito Rock Praia 2017” homenageia Henrique Teixeira e traz pela primeira vez vozes femininas

Cidade da Praia, 21 Mar (Inforpress) – A quinta edição do “Grito Rock Praia 2017” que acontece de 29 a 8 de Abril vai homenagear o violonista Henrique Teixeira e traz pela, primeira vez, vozes femininas para o seu palco, denominado “Grito Rock Mulher”.

A informação foi avançada hoje em conferência de imprensa na Cidade da Praia, pelos produtores do festival, “Grito Rock Praia 2017”, Ricardo Teixeira, da ARTiKUL CJ e César Freitas, fundador do certame.

O evento, que já vai na sua quinta edição e vai acontecer no largo da pracinha Escola Grande com entrada grátis, segundo Ricardo Teixeira este ano vai homenagear o professor de violão Henrique Teixeira, ele que “foi um dos primeiros integrantes de uma banda em São Vicente, em 1964”.

Sobre a programação, a organização avançou que não foi “fácil” engajar parceiros, mas que este ano vão incluir pela primeira vez no cartaz o “Grito Rock Mulher”, isto é, trazer vozes femininas em forma de “performance” e “poesia”.

“Incluímos esta programação inédita no mês de Março, Mês da Mulher e da Poesia com participação de Vera Cruz, Zubilica Spencer, Ella Barbosa, Sílvia Medina, Kira Tavares e vai ser dirigida pela banda do músico Kin Bettencourt”, apontou.

À semelhança do ano anterior, segundo Cesar Freitas, o festival conta com 11 programas em 14 dias, (de 29 a 8 de Abril), com workshops, teatro, música. Começa no dia 29 com apresentação do livro “Cabo Verde Bande” do autor Carlos Gonçalves no Palácio da Cultura Ildo Lobo.

Informou ainda que, durante três dias (30 a 1 de Abril), a Capital do país vai receber teatro, dança, “Grito Rock Mulher” e um “Mini Grito”, com participação de algumas escolas do ensino básico da Praia, para angariação de materiais didácticos que vão ser revertidos para escolas de desporto mais carenciadas.

Entretanto para 8 de Abril, dia oficial do festival, a pracinha da escola grande recebe música desde as 16:00 até 00:00 com bandas nacionais como Primitive, Kira Tavares e Bons Amigos, Afro Bande, entre outros, e quanto a internacionais terá duas bandas de Brasil, uma de Angola e uma das Canárias.

O evento está orçado à volta dos 7 mil contos e este ano a organização do Festival “Grito Rock Praia” tenciona descentralizar o certame para outras ilhas e concelhos do país, à semelhança do que acontece nos Mosteiros (Fogo) e no Tarrafal (Santiago).

AF/ZS

Inforpress/Fim