Movimento Jovens pela Paz promove fórum sobre a cultura da paz

Cidade da Praia, 14 Out (Inforpress) – O Movimento Jovens pela Paz (JxP) promove hoje, na Cidade da Praia, um fórum sobre a cultura da Paz, tendo com lema “A paz é jovem”, fazendo jus ao objectivo da organização”Semear sementes de paz.

O evento, segundo um dos coordenadores, Ivan Moreira, está alinhado com acçoes internacionais e enquadrado nas actividades celebrativas do 5º aniversário desse movimento mundial de jovens em Cabo Verde.

“Este fórum já foi realizado em vários países do mundo onde existe o Movimento Jovens pela Paz, nomeadamente na Itália, em Moçambique e em vários países da América Latina e nós também para não fugir a regra e no âmbito das comemorações do novo 5º aniversário quisemos realizar esse encontro”, explicou.

O fórum, que terá inicio na manhã de hoje, na escola secundária Regina Silva, na Cidade da Praia, terá quatro painéis.

O primeiro tem como o lema “Educar os jovens para a justiça e a paz, começando pelas crianças” e vai estar a cargo da presidente do Instituto Cabo-verdiano da Criança e do Adolescente (ICCA), Maria José Alfama.

O segundo painel versa sobre o tema “A força das mulheres na promoção da paz”, que será apresentado pela professor doutora, Carmelita Silva, que será seguido de “Potencial das redes sociais a favor da cultura da paz”, que terá como orador  Bruno Azevedo, e “Educação financeira ferramenta do jovem para saber lidar com a violência do “, que está cargo de Eunice Borges.

“Jovens pela Paz” (JxP) é um movimento mundial de jovens que nasceu no seio da comunidade de Santo Egídio, um movimento internacional muito conhecido na promoção da paz e mediação de conflitos e cultura de encontros e fraternidade.

São jovens que frequentaram a escola da paz e ou são amigos e que estando em idade jovem sentiram também o dever de colaborar na promoção de uma cultura de vida e paz, “tão necessários à nossa sociedade”.

Recentemente, Movimento Jovens pela Paz  foi reconhecido com o prémio CNDHC 2017 na categoria combate à violência e promoção da cultura da paz, pelos esforços e resultados no fomento da cultura da paz na cidade.

MJB/AA

Inforpress/fim