Mosteiros: Restauração da praia de Laranjo é o resultado de políticas de proibição de extracção de inertes

 

São Filipe, 15 Ago (Inforpress) – A praia de Laranjo, na cidade de Igreja (Mosteiros), que devido à extracção desenfreada de inertes (areia) nas décadas de 80 e 90 do século passado desapareceu por completo, está a regenerar e praticamente recuperada.

Nos finais dos anos 80 e princípio dos anos 90 registou-se uma corrida sem precedentes à extracção de areia na sequência do desenvolvimento de construções no município e como resultado levou à degradação da praia e a sua transformação numa área de calhaus e “povoado” de pedras de alguma dimensão, impedindo assim a sua utilização para os banhistas.

O vereador do Ambiente da Câmara Municipal dos Mosteiros, Jaime Monteiro Júnior, ele que se recorda da praia de Laranjo antes da sua “depredação”, em que a mesma era utilizada por banhistas e para espaços de lazer, considera que a sua recuperação natural começou com a proibição da extracção de areia, que começou com a construção do muro de suporte, acrescentando que  esta medida “impopular” resultou na preservação e conservação do meio ambiente.

O processo por que passou a praia de Laranjo, que depois de desaparecer por completo voltou a nascer, pode ser “um bom exemplo” para protecção e conservação de outras praias da ilha e do país que tem passado por situação semelhante.

Neste momento a praia de Laranjo está praticamente reconstituída, apenas uma pequena parte encontra-se ainda danificada devido às enxurradas do ano passado que ainda a edilidade, segundo Jaime Monteiro Júnior, ainda não conseguiu limpar, o que deverá acontecer depois das festas do Dia do Município.

Além de praia de Laranjo, a praia Guentis também foi recuperada de forma natural com proibição de apanha de areia há vários anos, mas a intenção da edilidade é valorizar toda a orla marítima da cidade de Igreja, com a sua requalificação, dando maior dignidade a este espaço.

Depois da ampliação e requalificação do polivalente João de Jóia, que dispõe de espaços comerciais (20 lojas), o vereador do Ambiente disse a Inforpress que a ideia é criar dois acessos pedestres à praia de Laranjo, mesmo à frente da infra-estrutura desportiva, para que no futuro possa ser transferido o festival de Praia Lantcha para a praia de Laranjo, que dispõe de melhores condições e espaços para esta actividade.

JR/AA

Inforpress/Fim