Modelo de negócios tem que ser “descontinuado” para entrada de gestão de empresas com conhecimento capital e mercado –  Governo

 

Cidade da Praia, 06 Ago (Inforpress) – O ministro da Finanças disse hoje, na Cidade Velha, que o modelo de negócios tem que ser “descontinuado”, uma vez que o Estado tem que sair e trazer para gestão de empresas com conhecimento, capital e mercado.

Olavo Correia respondeu assim aos jornalistas sobre o anúncio feito pelo Governo, na sexta-feira, 04, de uma lista de 23 empresas   que vão ser privatizadas   ou reestruturadas até 2010, e emque o Estado pensa conseguir 90 milhões de Euros durante este prazo.

Segundo o governante, o problema que se põem não é o encaixe, justificando   que as empresas que “estão nas mãos do Estado” não  podem continuar  a ser  geridas  da forma  em que  está a acontecer,  referindo à TACV, a Enapor,  a ASA,  a Electra e a Cabo Verde Handling

“Este é o objectivo maior que nós temos no   processo de privatização     de concessão de empresas públicas”, disse Olavo Correia, à margem do acto da toma de posse   das Assembleias Políticas Concelhias do MpD, na Ribeira Grande de Santiago.

OM/AA

Inforpress/Fim