Ministro da Cultura participa em Luanda na segunda edição do Festival-Luso-Afro-Brasileiro

Cidade da Praia, 17 Mai (Inforpress) – O ministro da Cultura e das Indústrias Criativas participa na segunda edição do Festival-Luso-Afro-Brasileiro, que se realiza sexta-feira e sábado, em Luanda, Angola, onde irá falar sobre “Literatura e aproximação dos povos”.

No painel alusivo ao tema, que acontece sexta-feira, o governante e também escritor vai dividir a mesa com o escritor angolano Ondjaki, a brasileira Flávia Amparo, e a professora Maria João Cantinho, de Portugal.

Segundo uma nota de imprensa do Governo, o festival propõe debater o papel da literatura, os processos de mediação e de facilitação do acesso ao livro, bem como reflectir sobre o impacto tecnológico no mercado editorial, pautando-se sempre pela ideia da consolidação do diálogo entre os falantes do português de diferentes gerações e dos diferentes países envolvidos.

Em análise estarão os temas como “Existirá uma interdependência entre Literatura e Desenvolvimento Social?”, levando o caso de Cabo Verde e o impacto da política cultural para o desenvolvimento social; “O que nos une e o que nos separa enquanto Literatura em Língua Portuguesa”, para percorrer sobre o impacto da literatura na política.

“O papel da literatura e do escritor na construção de um diálogo transversal entre os povos falantes do português”, é outro tema de debate deste festival, onde o ministro cabo-verdiano “leva a experiência da política para a literatura, adoptada pelo novo Governo e o acesso ao livro”.

O encontro é apontado, ainda, como uma oportunidade de Cabo Verde apresentar a sua estratégia durante a presidência da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP).

O Festival Literário Luso-Afro-Brasileiro (Festlab) tem como objectivo central celebrar a língua portuguesa em suas variantes, por meio de debates com especialistas, escritores e público em geral sobre questões lusófonas actuais” e tem como ponto de partida a celebração do Dia da Língua Portuguesa, comemorado a 05 de Maio.

SR/CP

Inforpress/Fim