Ministério das Finanças lamenta divulgação da lista dos credores do Novo Banco na imprensa

Cidade da Praia, 21 Mar (Inforpress) – O Ministério das Finanças lamentou hoje o facto da imprensa ter divulgado a lista com nomes dos credores do Novo Banco, “violando a lei e o direito à intimidade e privacidade”.

Em comunicado divulgado esta terça-feira, o departamento governamental responsável pela área das Finanças repudia e demarca-se do acto que põe em causa a salvaguarda de dados pessoais e o sigilo bancário.

Em relação ao seu envolvimento na divulgação de dados, o governo esclarece que “o Ministério das Finanças não pode produzir documentos ou qualquer tipo de informação sobre os créditos concedidos ou sobre os seus beneficiários porque simplesmente não é uma instituição de crédito”.

O Ministério das Finanças encoraja todos aqueles que se considerem lesados a fazer valer os seus direitos, actuando junto das instâncias competentes para a reparação dos danos causados.

Defende igualmente, o apuramento das responsabilidades perante qualquer “actuação dolosa e de má-fé, por parte de qualquer cidadão, sem a devida autorização, punindo exemplarmente os prevaricadores”.

Reafirmando a sua confiança no sistema financeiro cabo-verdiano, o Ministério das Finanças promete, no âmbito das suas atribuições, continuar empenhado em preservar e reforçar a sua credibilidade.

JL/CP

Inforpress/Fim