Inicio Sociedade Ministério da Educação capacita professores para melhorar qualidade do ensino da língua...

Ministério da Educação capacita professores para melhorar qualidade do ensino da língua portuguesa

Cidade da Praia, 10 Set (Inforpress) – Professores de língua portuguesa dos 1º e 2º ciclos do ensino básico obrigatório estão a beneficiar de uma formação de capacitação, na Cidade da Praia, visando a melhoria do ensino da língua portuguesa em Cabo Verde.

Segundo a directora nacional de Educação, Sofia Figueiredo, esta formação, que está a ser realizada em todas as ilhas e concelhos do país, está enquadrada na implementação progressiva da nova matriz curricular, iniciada no ano passado.

Conforme explicou, com esta acção, que arrancou hoje nas ilhas de Santiago, São Vicente, Fogo e Brava, pretende-se actualizar e profundar os conhecimentos científicos e metodológicos no que diz respeito ao ensino da língua portuguesa, começando pelo uso do método das 28 palavras e do ensino da língua portuguesa como língua segunda.

“No ano lectivo 2017/18 foi introduzido, no quadro da nova matriz, os materiais para o 1º e o 5º ano de escolaridade e 2018/19 introduzimos novos materiais didácticos para o 2º e o 6º ano de escolaridade e esta formação destina-se exclusivamente para os professores que leccionam a língua portuguesa”, disse.

Por outro lado, esta formação visa a partilha de programas de matérias didácticos que estão a ser introduzidos no 1º, 2º e 5º anos de escolaridade, nomeadamente os programas, os manuais e cadernos experimentais, bem como aplicativo multimédia “aprender com a aluna”.

“Visa melhorar a qualidade do ensino da língua portuguesa, melhorar os níveis de compreensão e produção oral e escrita e de leitura dos alunos e a preparação dos novos professores para o processo de ensino e aprendizagem”, acrescentou.

Ao mesmo tempo, vai promover o enriquecimento profissional dos professores que terão maior conhecimento a nível didáctico, e passarão a conhecer estratégias de ensino eficazes que possam levar em conta toda a diversidade existente dentro de uma sala de aula por forma a não deixar ninguém de fora.

Na próxima semana será a vez dos professores da ilha de Santo Antão receberem a formação.

MJB/CP

Inforpress/fim