Mário Lúcio satisfeito com o crescimento do KJF depois de dez anos de existência

Cidade da Praia, 21 Abr (Inforpress) – O cantor, compositor arranjador e produtor cabo-verdiano Mário Lúcio, que actuou na primeira edição do Kriol Jazz Festival (KJF) em 2008, mostrou-se hoje satisfeito com a dimensão que o certame ganhou nesses dez anos de existência.

Em declarações à imprensa no final da sua actuação no KJF desta sexta-feira, o cantor fez saber que a proposta da criação do KJF foi apresentada por ele, em parceria com o produtor José (Djô) da Silva, da Harmonia, à Câmara Municipal da Praia, sendo que antes tinha apresentado a ideia à Câmara Municipal da Ribeira Grande de Santiago (Cidade Velha).

“Na primeira edição foi muito tímido o festival, mas as coisas novas sempre causam espanto e, na altura, actuei por solidariedade, tocando com jovens, e dez anos depois, casualmente, volto para ver a dimensão que o festival ganhou e também ver o meu próprio crescimento pessoal e como artista”, frisou.

Conforme Mário Lúcio Sousa, de 2008 a esta parte aprendeu “muito”, tendo coincido que neste 10º aniversário tivesse um disco novo para apresentar, admitindo que estava à espera da reacção do público que “vibrou” com ele durante pouco mais de uma hora de espectáculo, já que os seus músicos não têm nada planeado quando sobem ao palco e actuam de acordo com o ambiente e o público.

No palco do KJF esteve hoje, também, Nathalie Natiembé (Reunião), que está em Cabo Verde pela primeira vez e que, apesar de ser originária de uma família de músico, posiciona-se “removida” das influências da música tradicional que ela herdou, influências que ela usa apenas para enriquecer a sua jornada musical.

Subiram ainda ao palco de KJF, que este ano homenageia os grupos musicais, Os Tubarões e Bulimundo, e antes do brasileiro Seu Jorge, Stanley Jordan e Thunder Duo dos Estados Unidos.

Hoje, último dia do evento, será a vez de Sara Tavares, Ayo, Kriol Band com Jacob Desvarieux, Jowee Omicil, Hermani Almeida, Yissy Garcia, Boy G. Mendes Thierry Fanfant, Mario Canonge e Taffa Cissé, e Bantu.

Já no dia 14 de Abril, na Zona Kriol na Várzea, actuaram os cabo-verdianos Hilário Silva e Wilson Silva e a brasileira Fávia Coelho. Na noite desta quinta-feira, 19, foi a vez dos homenageados, Os Tubarões e Bulimundo.

DR/CP

Inforpress/Fim