Março – mês da mulher: Liceu da Várzea leva escola à comunidade e homenageia mulheres do bairro

Cidade da Praia, 24 Mar (Infropress) – A Escola Secundária Cónego Jacinto realizou hoje, na rua pedonal da Várzea, uma actividade no âmbito do Março -mês da mulher, como forma de mostrar a comunidade o que o liceu tem feito e homenagear mulheres do bairro.

Segundo a sub-directora para Assuntos Sociais da Escola Secundária Cónego Jacinto (Liceu da Várzea), Samira Moniz, a ideia da realização da actividade, denominada “Levar a escola à comunidade”, foi dos próprios alunos que quiseram interagir com a população do bairro onde está inserido a escola, com vertentes cultural e informativa.

“A ideia foi aproveitar o espaço requalificado na Várzea, trazendo instituições que lidam com a questão do género para sensibilizar as mulheres e não só, sobre os vários problemas sociais, nomeadamente a violência baseada no género, a paternidade responsável, mas também a questão do empoderamento da mulher, entre outras”, explicou Samira Moniz.

“Levar a escola à comunidade” é um evento organizado pela direcção do liceu, em parceria com os alunos finalistas do ano 2000 daquela instituição do ensino secundário e forças vivas da comunidade, que foi aproveitado para homenagear as mulheres locais que têm dado o seu contributo para uma sociedade melhor, como contou Jorge Semedo, em representação desses antigos alunos.

“O Liceu da Várzea já está nesta comunidade há 24 anos e tem feito várias actividades, mas sempre de portas fechadas dentro do recinto escolar, por isso, quisemos trazer o que se tem feito na escola para a comunidade para envolver a população local e dar o contributo necessário para o desenvolvimento da mesma”, disse.

O Instituto Cabo-verdiano para a Igualdade e Equidade de Género (ICIEG), a Associação de Apoio à Auto-Promoção da Mulher no Desenvolvimento (Morabi), Associação das Mulheres Juristas (AMJ) e Guia de Serviços são algumas instituições parceiras que marcaram presença no evento.

“Levar a escola à comunidade” foi também uma oportunidade para a realização de um desfile com as alunas do liceu para mostrar as diferentes profissões que as cabo-verdianas desempenham, assim como para uma aula de ginástica e defesa pessoal.

DR/CP

Inforpress/Fim