Maio: Imagem de Nossa Senhora da Luz regressa à cidade do Porto Inglês apôs um périplo pelos povoados da ilha

Porto Inglês, 06 Set (Inforpress) – A imagem de Nossa Senhora da Luz, santa padroeira da ilha do Maio, regressou na tarde de hoje à cidade do Porto Inglês apôs um périplo que a levou a todos os povoados e vilas da ilha.

Em declarações à Inforpress, o pároco local, Elias Borges, assegurou que este acto já vem sendo uma tradição por esta altura em que a ilha celebra a festa da sua santa padroeira e do Dia do Município, que se celebra a 08 de Setembro.

Conforme adiantou padre Elias Borges, este ano a peregrinação iniciou-se no passado dia 27 de Agosto, partindo da cidade para a capelania de Nossa Senhora de Fátima, na localidade Morro, passando por todos os povoados até a capelania da Sagrada Família, na vila de Barreiro, e que culminou na tarde hoje com a sua chegada à cidade do Porto Inglês, acompanhado de cântico de louvar à Maria.

Segundo avançou o sacerdote, para amanhã prevê-se, a partir das 21:00,  na praça central, um festival “Mariana”, que contará com a presença de todos os grupos corais e fiéis da ilha em honra a santa padroeira.

“Durante estes anos estamos a combater para que as actividades religiosas não venha coincidir com as actividades da câmara, principalmente na véspera  do festival de música da praia de beach rotxa, para que os fiéis tenham um momento de descanso para o dia grande que é 08 de Setembro, dia de Nossa Senhora da Luz, vivendo a sua fé, mas é preciso que haja uma colaboração dos dois lados”, frisou.

No entanto, disse esperar que nos próximos anos a situação venha melhorar para o bem de todos, visto que a festa da celebração do dia da santa padroeira é um “momento alto” da ilha, e os fiéis precisam de momento de descanso e reflexão para viverem este dia em paz.

O ponto alto vai acontecer no dia 08 de Setembro, cuja celebração vai ser dirigida pelo padre Angelino, que virá da paróquia de Santa Catarina de Santiago e que contará com a presença também de um diácono recem ordenado, bem como do próprio pároco local.

WN/AA

Inforpress/Fim