Líder da oposição russa detido em Moscovo após apelar a manifestações de protesto

 

Moscovo, 28 Jan (Inforpress) – O líder da oposição russa, Alexei Navalny, foi detido hoje em Moscovo, depois de ter apelado a manifestações em toda a Rússia para contestar a realização das eleições presidenciais marcadas para 18 de Março.

Navalny, através do Twitter, apelou depois aos seus apoiantes para prosseguirem com as acções de protesto apesar de ter sido detido.

“Prenderam-me. Isso não significa nada. Vocês (manifestantes) não vieram por mim. Vieram pelo vosso futuro”, escreveu Navalny no Twitter.

Por todas as principais cidades russas há indicações da realização de protestos e de manifestações, em que nalgumas houve pouca adesão e outras contaram com várias centenas de apoiantes.

Navalny tem apelado ao boicote das eleições presidenciais de Março, em que o Presidente Vladimir Putin se apresenta a um quarto mandato e para as quais a sua candidatura foi barrada.

A detenção foi feita no gabinete de Navalny e um vídeo publicado nas redes sociais mostra a polícia a entrar na sala.

Há também indicações de que a polícia tentou entrar no estúdio de gravação utilizado pelo líder da oposição no mesmo edifício.

Quem filmava os acontecimentos afirmou que a polícia disse tratar-se de uma ameaça de bomba.

Um dos presentes, Dmitri Nizovtsev, foi detido pela polícia durante a rusga, tal como se pode observar no próprio vídeo divulgado nas redes sociais.

Por outro lado, Nicolai Lyaskin, coordenador político de Navalny para a área de Moscovo, foi também detido pela polícia, indicou a agência noticiosa Interfax.

Inforpress/Lusa

Fim