sarıyer haberleri">

Lançamos semente para que outros se interessem pelo conhecimento da figura de Aristides Pereira – Pedro Pires

 

Cidade da Praia, 18 Nov (Inforpress) – O presidente da Fundação Amílcar Cabral acredita que com o Simpósio Internacional Aristides Pereira foram lançadas sementes para que outros actores possam se interessar pelo conhecimento da figura do primeiro Presidente da República de Cabo Verde.

Pedro Pires fez esta afirmação hoje em declarações à imprensa depois de presidir ao acto de encerramento do Simpósio Internacional Aristides Pereira, organizado pela Fundação Amílcar Cabral (FAC) e a Associação dos Combatentes da Liberdade da Pátria (ACOLP), que decorreu entre 16 e 18 de Novembro na Cidade da Praia, sob o lema “Recordando o Homem, Edificando a História”.

Para o ex-Chefe do Estado, durante os três dias do evento, foi “reavivado” a pessoa e a figura de Aristides Pereira, assim como o seu percurso, porque, para além de ter sido um político e um combatente pela liberdade, ele foi um homem com todas as suas “qualidades e os seus defeitos”.

“O que vamos fazer depois não será só o trabalho da fundação. Nós lançamos a ideia, a semente e provocamos o debate. Agora devem aparecer outros actores para se interessarem pelo conhecimento por aquele que foi a figura do primeiro Presidente da República de Cabo Verde, como as universidades investigadores”, considerou.

Entretanto, Pedro Pires é de opinião que o evento mostrou que as pessoas se interessam, debatem e dão as suas contribuições no reconhecimento de Aristides Pereira, mas que falta é a “provocação” e o impulsionar de mais actividades neste sentido, acrescentando que cabe às diversas instituições fazerem isso.

Da parte da Fundação Amílcar Cabral, Pedro Pires garantiu que sempre foi feito um trabalho de “valorização da pessoa e do seu percurso”, nomeadamente através de uma grande entrevista de cerca de 12 horas com Aristides Pereira, assim como fez-se uma exposição de fotografias e o simpósio que hoje termina.

Para o evento, foram convidados académicos investigadores, combatentes e companheiros de jornada do homenageado dos Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa (PALOP), como também figuras de pessoas de outras latitudes, entre ex-Presidentes e primeiros-ministros e ainda de conferencistas nacionais e internacionais.

Durante os três dias do evento que teve o apoio da Presidência da República, da Assembleia Nacional e do Governo, os convidados debruçaram-se sobre a luta pela independência do país e da criação das condições necessárias para a afirmação do Estado soberano de Cabo Verde e o papel fulcral que Aristides Pereira terá tido em todo esse processo.

Para este domingo, 19, e na segunda-feira, 20, a Fundação Amílcar Cabral e a Associação dos Combatentes da Liberdade da Pátria vão estar na ilha natal de Aristides Pereira, Boa Vista, com várias actividades na agenda, como a atribuição do seu nome a uma avenida de Sal Rei e uma missa à sua memória.

Cerimónia de reconhecimento perante os restos mortais de Aristides Pereira no cemitério de Fundo das Figueiras e uma homenagem com uma sessão nobre na Assembleia Municipal da Boa Vista estão, também, entre as actividades agendadas.

DR/ZS

 

Inforpress/Fim

%d bloggers like this:
Modüler Bölme Duvar Açık ofis bölme sistemleri Ofis Bölme Sistemleri Jaluzili cam bölme Cam bölme duvar Jaluzili bölme duvar Çocuk odası Diş polikliniği dekorasyonu Ofis dekorasyonu Hastane dekorasyon Ev dekorasyonu Sivas prefabrik Mutfak dekorasyonu Ofis dekorasyonu İç mimari dekorasyon