Jorge Spencer Lima reeleito presidente da Câmara de Comércio Industria e Serviços do Sotavento

 

Cidade da Praia 09 Nov (Inforpress) – Jorge Spencer Lima foi hoje reeleito para o seu segundo mandato consecutivo como presidente da Câmara de Comércio Industria e Serviços do Sotavento (CCISS), numa eleição que contou com a participação de 36 empresários associados da organização.

Os resultados das eleições que decorreram na tarde desta quinta-feira nas instalações da CCISS na Cidade da Praia, os 36 empresários confiaram, sem objecção,  em Jorge Spencer Lima para mais um mandato de quatro anos frente à organização.

“Agradeço por me aceitarem pelos próximos quatro anos. Vamos continuar a trabalhar para melhorar o ambiente de negócios em Cabo Verde”, afirmou Jorge Spencer Lima logo após o anúncio dos resultados.

O presidente reeleito disse, ainda, que neste mandato, vai insistir na necessidade do reforço da capacidade das empresas e dos empresários nacionais e apelou às pessoas à acreditarem nas suas empresas cabo-verdianas e nas suas capacidades de produzir riquezas e de fazer Cabo Verde crescer.

Jorge Spencer Lima garantiu ainda que vai lutar para que os empresários cabo-verdianos “não sejam maltratados na própria terra”, já que a situação actual do país demonstra que os “estrangeiros são os mais beneficiados”, apesar de que esta luta pela defesa dos empresários nacionais, não vai esquecer, entretanto, as parcerias com os internacionais.

O economista e empresário explicou que a motivação da sua recandidatura advém do facto de querer dar continuidade ao trabalho desenvolvido ao longo do mandato de quatro anos que ora termina.

Jorge Spencer Lima quer que o sector privado tenha voz e que seja um parceiro do Governo. “Tem havido alguma evolução nesse aspecto, mas sentimos que ainda há algum fosso nesse sentido entre o sector privado e o público”, frisou.

A equipa do empresário propõe criar um programa de fidelização para os associados visando incrementar a base de dados de associados da CCS, através de angariação de novos sócios e retenção dos associados antigos.

O empresário quer, ainda,  a criação do Dia do Associado para premiar e destacar as empresas mais activas e inovadoras e reforçar o papel das pequenas e médias empresas cabo-verdianas na gestão diária da CCISS.

EB/DR

Inforpress/Fim