Isaías Barreto confirma disponibilidade para presidir a Comissão da CEDEAO

 

Cidade da Praia, 05 Out (Inforpress) – O actual Comissário para as Tecnologias e da Comunicação da CEDEAO, o cabo-verdiano Isaías Barreto, confirmou hoje à Inforpress a sua disponibilidade para presidir a Comissão da Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO).

A nomeação do novo presidente da CEDEAO deverá acontecer na próxima cimeira dos Chefe de Estado e do Governo a ter lugar em Dezembro deste ano, no Togo. Cabo Verde deverá assumir a presidência rotativa e Isaías Barreto está disponível para assumir o cargo se assim entender o Governo.

“Esta é uma decisão do Governo de Cabo Verde. Quem deve assumir a presidência da CEDEAO é um cidadão cabo-verdiano e eu sou um cabo-verdiano e estou disponível e disposto a dar o meu humilde contributo se for esse o entendimento do Governo enquanto cidadão cabo-verdiano e enquanto cidadão da CEDEAO”, disse.

Isaías Barreto é pesquisador pós-doutorado e desde Fevereiro de 2014, há quase quatro anos, está a trabalhar enquanto comissário, que, adiantou, é um cargo político cuja escolha é feita pela via de um concurso público.

“O trabalho em si é um cargo político e do ponto de vista protocolar é equiparado a um posto de ministro que trabalha não apenas para um país específico, mas sim para quinze países”, explicou, indicando que tendo estado na CEDEAO nos quase quatro anos conhece a realidade da comissão da CEDEAO e conhece as instituições da comunidade.

Por isso acredita que tendo esse conhecimento “profundo” da organização comunitária e da sub-região e uma “visão clara” do desenvolvimento da sub-região está preparado para desempenhar o cargo.

“A visão da CEDEAO 2020 é transformar a CEDEAO dos Estados para a CEDEAO dos povos e para isso temos de ter ideias claras e objectivas sobre o desenvolvimento da nossa sub-região. O que é que queremos e quais as nossas perspectivas”, disse.

Neste sentido considerou que é fundamental avançar com a reforma institucional iniciada há algum tempo e conclui-la para que a organização possa trabalhar melhor e ter melhores resultados.

“Como dizia o presidente Macky Sall é fazer muito mais e com menos recursos. Isso é fundamental”, referiu, acrescentando que é fundamental também promover na sub-região a industrialização e a transformação.

“Nós temos muitos recursos e transformamos poucos. Vendemos matéria-prima. É preciso apostar na transformação dos recursos para termos mais valor acrescentado e aposta num comércio inter-regional, isto é, entre os países da CEDEAO”, acrescentou.

Para além de Isaías Barreto, o deputado nacional, Orlando Dias que actualmente é vice-presidente do Parlamento da CEDEAO também já manifestou a sua disponibilidade para presidir à Comissão da CEDEAO na presidência cabo-verdiana.

MJB/ZS

Inforpress/fim